POLÍTICA

Temer troca comando dos ministérios da Justiça e da Transparência

Troca é vista como uma forma de melhorar a interlocução de Temer no STF e retomar influência sobre a Polícia Federal.

28/05/2017 17:58 -03 | Atualizado 28/05/2017 18:06 -03
Ueslei Marcelino / Reuters
O movimento é visto como uma forma de melhorar a interlocução de Temer.

O presidente Michel Temer decidiu neste domingo (28) trocar o comando dos ministérios da Justiça e Segurança Pública e da Transparência.

Osmar Serraglio, que estava na Justiça desde março, assumirá a Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), trocando de lugar com Torquato Jardim.

A saída de Serraglio foi anunciada no início da tarde pela assessoria do Palácio do Planalto. Sua curta passagem pelo ministério foi marcada pelo escândalo da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

O agora ex-ministro foi citado nas investigações que apuravam um esquema de pagamento de propinas envolvendo frigoríficos e fiscais do Ministério da Agricultura.

Em uma das ligações grampeadas pela PF, Serraglio fala com um dos líderes do esquema, o ex-superintendente regional do Ministério da Agricultura no Paraná, Daniel Gonçalves Filho, e o chama de "grande chefe".

O jurista Torquato assumiu o Ministério da Transparência em junho do ano passado, após o sucessor Fabiano Silveira ter sido gravado criticando a atuação da Procuradora Geral da República (PGR) na Operação Lava Jato.

O movimento é visto como uma forma de melhorar a interlocução de Temer com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e STF (Supremo Tribunal Federal), que conduz inquérito contra o presidente. Torquato já foi ministro do TSE e tem boas relações com tribunais.

"Com a decisão do presidente Michel Temer de colocar Torquato Jardim no comando do Ministério da Justiça, a expectativa do Palácio do Planalto é retomar a influência sobre a Polícia Federal. Não está descartada nem mesmo a substituição do diretor-geral da PF, Leandro Daiello", escreveu o colunista do G1, Gerson Camarotti.

Assessores do presidente confirmaram que a mudança se trata de uma troca entre os titulares dos dois ministérios. O motivo desta mudança, porém, não foi divulgado pelo governo.

Leia a íntegra da nota do Palácio do Planalto:

O Presidente da República decidiu, na tarde de hoje, nomear para o Ministério da Justiça e Segurança Pública o Professor Torquato Jardim. Ao anunciar o nome do novo Ministro, o Presidente agradece o empenho e o trabalho realizado pelo Deputado Osmar Serraglio à frente do Ministério, com cuja colaboração tenciona contar a partir de agora em outras atividades em favor do Brasil.

LEIA MAIS:

- Temer: 'Não me desviarei de entregar ao meu sucessor, em 2019, um país em condições bem melhores do que recebi'

A mais grave crise do Governo Temer