MULHERES

Jovem do ES foi difamada por rapaz. E a Justiça encontrou a melhor forma de puni-lo

Ele teve que se retratar publicamente no Facebook após inventar ter se encontrado em um motel com a jovem capixaba.

23/05/2017 20:39 -03 | Atualizado 23/05/2017 20:48 -03
Getty Images/iStockphoto
Concept of accusation guilty shy person girl. Sad embarrassed upset woman in glasses looking down many fingers pointing at her isolated grey wall background. Human face expression emotion feeling

Ele contou histórias sobre um suposto encontro entre vocês dois. Disse para os amigos tudo o que fizeram na intimidade. Contou para alguns conhecidos tudo o que você se permitiu 'entre quatro paredes'. 'Foi fácil, ela tá na minha', eles disseram. Ele não economizou nas adjetivações.

Qual a mulher que nunca se viu alvo de histórias sobre conquistas sexuais ou pelo menos conhece alguma que foi vítima da 'vangloriação masculina'?

Há um ano, Izabela Stelzer passou por isso.

Em um post no Facebook, a jovem explicou que um desconhecido, Lázaro Dias, editou conversa entre os dois, enviou imagens íntimas alegando que as fotos eram delas e que ele teria feito as imagens em um suposto encontro dos jovens em um motel de Vitória, no Espírito Santo.

O encontro não aconteceu e Izabela se viu em meio à fofocas e julgamentos. Ela decidiu ir à Justiça para solucionar o caso.

Nesta terça-feira (23), Lázaro Dias foi obrigado a publicar uma retratação pública em que admitia ter inventado todas as difamações sobre a garota.

Se antes espaços como jornais e Diários Oficiais eram utilizados para desmentir as ofensas, atualmente as redes sociais são murais para tais retratações.

O post fez parte de um acordo firmado junto ao Tribunal de Justiça do Espírito Santo entre as partes e que também previa uma publicação no Instagram do rapaz.

Na mensagem, que foi postada para qualquer um ter acesso, ele alega que "tudo não passou de minha invenção".

"Eu LAZARO NASCENTES DIAS, em meados de maio/2016, afirmei para meus amigos que havia saído e tido relacionamento íntimo com IZABELA STELZER PAGIOLA. Esclareço, nesta oportunidade, assim como declarei na superintendência técnica da Polícia Civil e nos autos da queixa-crime nº 0017732-64.2016.8.08.0024, que nunca tive qualquer relação, íntima ou não, com a Sr. IZABELA e que tudo não passou de minha invenção. Utilizo esse espaço para me retratar publicamente e pedir desculpas a todos os envolvidos que se sentiram ofendidos pelos transtornos criados pela mentira que inventei, principalmente a ela, que foi diretamente atingida em sua honra, bem como, sua família e seu namorado".

A mensagem de Dias viralizou e Izabela Stelzer também aproveitou o espaço das redes sociais para contar sobre o caso.

Ela pede que outras mulheres não desistam de procurar a Justiça em situações de violência e abuso psicológico.

"Não deixem que caras como esse, alimentem esse vicio estranho e escroto de mentir e nos machucar para se auto vangloriar. Corram atras da justiça. A gente merece, e no final sempre vale a pena!", escreveu.

LEIA MAIS:

- Para Robin Wright, Michelle Obama seria 'uma presidente formidável'
- Anitta sobre ter namorados: 'Bastam meus amigos, uma penca de gays que amo'

18 livros para entender mais sobre feminismo e direitos das mulheres