NOTÍCIAS

Fim da briga: Monica Iozzi terá de pagar R$ 30 mil a Gilmar Mendes

Atriz foi condenada por criticar hapeas corpus concedido pelo juiz ao médico Roger Abdelmassih, acusado de abusar sexualmente de pacientes.

22/05/2017 12:08 -03 | Atualizado 22/05/2017 12:14 -03
Montagem / Divulgação / Agência Brasil
Atriz Monica Iozzi téra de pagar R$ 30 mil em indenização a ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes.

A disputa judicial entre a atriz Monica Iozzi e o ministro do Superior Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, chegou ao fim.

A Justiça do Distrito Federal determinou na última sexta-feira (19) o arquivamento do processo por danos morais movido pelo magistrado. Na prática, o processo foi concluído e não cabe mais recurso. A atriz já foi condenada a pagar R$ 30 mil de indenização.

O ministro processou a atriz por causa de uma publicação no Instagram, na qual Iozzi criticou o hapeas corpus concedido ao médico Roger Abdelmassih, acusado de abusar sexualmente de pacientes.

"Se um ministro do STF faz isso... nem sei o que esperar", afirmou a atriz. Iozzi publicou a legenda acompanhada de uma foto ministro transpassada na diagonal pelo questionamento "cúmplice?".

Para Mendes, a publicação ofendeu a sua honra e imagem, pois o acusou de ser cúmplice de crimes de violência sexual. Na decisão, o juiz do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) Giordano Costa afirmou que houve "abuso do direito à manifestação" e que a decisão tem caráter pedagógico.

De acordo com Costa, "ao publicar o questionamento "cúmplice?" a requerida vinculou a pessoa e imagem do requerente a um crime gravíssimo, que gera repulsa e indignação por parte da sociedade".

Pesou ainda o fato de Monica Iozzi ser "uma referência e um dos ícones da televisão brasileira", influenciando um gigantesco grupo de seguidores. De acordo com o juiz, a publicação que motivou a ação tinha mais de 14 mil curtidas até 31 de maio, "sendo impossível auferir o número de replicações e difusão por outras mídias".

Mendes havia pedido R$ 100 mil de indenização.

Ao G1, o advogado da atriz, Thiago Ladeira, disse que providenciou o pagamento da indenização, que ele estima cair entre 15 e 30 dias. "Para encerrar essa questão, a gente decidiu internamente acatar a decisão e não seguir em frente com este processo. A gente optou pelo pagamento e por encerrar a pendência", afirmou.

A internet e a Justiça brasileira

LEIA MAIS:

- O espectro da censura ainda paira sobre nós

- Gilmar Mendes diz que vai doar R$ 30 mil de indenização de Monica Iozzi para creche