ENTRETENIMENTO

Esta teoria vai mudar sua visão sobre 'A Fantástica Fábrica de Chocolate'

É ainda melhor que um bilhete dourado.

19/05/2017 19:19 -03 | Atualizado 19/05/2017 19:19 -03
Silver Screen Collection via Getty Images
Segundo a teoria, o quinto bilhete dourado teria sido dado intencionalmente a Charlie, e há alguns detalhes pequenos no filme que podem comprovar a ideia.

Justo quando você pensava que já sabia tudo sobre um filme clássico, alguém chega e abre a porta para um mundo de pura imaginação.

Uma teoria nova sobre A Fantástica Fábrica de Chocolate proposta por um fã sugere que os bilhetes dourados no filme não foram distribuídos aleatoriamente, como pensávamos. Segundo a teoria, o quinto bilhete dourado teria sido dado intencionalmente a Charlie, e há alguns detalhes pequenos no filme que podem comprovar a ideia.

A teoria foi aventada pelo usuário do Reddit paulvs88. Ele acha que Willy Wonka "forjou intencionalmente a versão" de que um quinto bilhete dourado foi encontrada no Paraguai.

Por que? Ele queria que alguém encontrasse o último bilhete da maneira pura, não apenas como parte do concurso para ganhar chocolate para a vida inteira. Além disso, ele queria uma pessoa local, por muitas razões. Seria muito mais provável que uma criança pudesse permanecer e levar sua família inteira a morar na fábrica se ela já morasse na área. Além disso, se a última criança já morasse na região, não haveria problemas de logística para levá-la até a fábrica, considerando que faltava apenas um dia para o evento.

Mas aqui vem a parte maluca: o Redditor teoriza que, para conseguir isso, Wonka tinha que ter alguém trabalhando para ele em segredo: Bill, o sujeito da loja de doces.

Lembre que Willy Wonka já tinha uma pessoa trabalhando para ele como agente duplo. No final do filme descobrimos que o sujeito que achávamos ser Slugworth era empregado de Wonka. O Redditor diz que Bill (cujo nome é outra versão de William ou Willy – detalhe bizarro) também é um dos empregados de Wonka.

Prepare-se para ter sua infância abalada:

Sabemos que Wonka emprega humanos como agentes duplos. Bill dá doces às crianças e também vende. Ele repassa informações sobre tudo a Wonka. Wonka manda Bill entregar o último bilhete a uma criança da região, uma criança pobre e que não seja egoísta. Bill provavelmente já sabia que Charlie era assim, mas só precisava confirmar. Quando Charlie chega com o dinheiro que encontrou, Bill lhe oferece um Slugworth ou um Wonka. Charlie fala: "o que for maior". Então ele ganha um Wonka. Quando Charlie está saindo, ele diz a Bill: "Também quero um para meu avô Joe". Essa é a fala decisiva. Bill TEM que entregar o bilhete hoje, porque o evento será amanhã. Charlie não tem a oportunidade de escolher que doce comprar para seu avô Joe. Bill lhe diz: "experimente uma barra tradicional Wonka desta vez" e pega uma. Ele não pega uma do monte, como faria alguém que fosse dono da loja: pega a barra que está na vitrine e a entrega a Charlie. Ele sabia exatamente qual barra continha o bilhete. Ela estava exposta na vitrine, mas estava atrás do balcão, de modo que só ele poderia pegá-la.

Uau! Uma reviravolta na trama.

O Redditor tem razão em relação ao que acontece no filme. O chocolate não foi escolhido por Charlie. Bill pega a barra da prateleira atrás dele e a entrega a ele.

Como o Redditor disse ao HuffPost: "Assisti ao filme algumas vezes recentemente e percebi que Willy Wonka é o patrão de Slugworth. Se Wonka tivesse outro agente, provavelmente seria o dono da loja de doces da cidade. Comecei a pensar nisso e de repente tudo começou a fazer sentido."

Uma prova adicional contribuída por nós: Bill inicia o filme cantando uma canção sobre Willy Wonka. Logo, ele realmente gosta do sujeito.

Nem tudo sobre a ideia é perfeito. O post original começa dizendo que o repórter no Paraguai que leu o relato falso sobre um quinto bilhete dourado ter sido encontrado era o próprio Willy Wonka disfarçado. Mas, a não ser que tenha havido um trabalho sério de maquiagem envolvido nisso, parece que o papel não deve ter sido representado pelo ator Gene Wilder, que fez Willy Wonka.

Tirando esse detalhe, porém, a teoria como um todo é ótima. Como aquele chocolate todo.

Ela também funciona com outra teoria sobre A Fantástica Fábrica de Chocolate, segundo a qual Wonka mandou Bill e quatro outros donos de lojas de doces escolher quem ganharia os bilhetes. Afinal, o cara que pensamos ser Slugworth (que, novamente, trabalha em segredo para Wonka) aparece como que por um toque de mágica, sempre que um bilhete é encontrado. Isso nos leva a crer que Wonka sabe quando eles serão encontrados.

Isso tudo é difícil de explicar...

LEIA MAIS:

- Veja a transformação de Freddie Highmore, de 'A Fantástica Fábrica de Chocolate'

- Esta história dos bastidores vai fazer você ver 'A Fantástica Fábrica de Chocolate' com outros olhos