VOZES

O PSDB em primeiro lugar

Enquanto se ocupa em trabalhar sua defesa, o senador deve afastar-se do comando do partido.

18/05/2017 15:03 -03 | Atualizado 19/05/2017 10:21 -03
AFP/Getty Images

O PSDB é um partido criado sobre a égide da ética, da correção e da boa gestão pública. Por isso, como vereador e presidente do diretório municipal do partido, acho imprescindível que o senador Aécio Neves deixe a presidência nacional da sigla.

A delação do empresário Joesley Batista não se trata de uma fala carente de confirmações. Foram apresentadas gravações comprovando sua veracidade e gravidade.

Enquanto ocupa-se em trabalhar sua defesa, o senador deve afastar-se do comando do partido.

O PSDB não tem dono. É sim um agrupamento de pessoas onde deve predominar o mínimo de unidade, e não me parece apropriado ter em seu comando alguém mais preocupado em salvar a própria reputação do que focado no interesse coletivo.

Reforça essa necessidade o sentimento cada vez mais comum da população de que os políticos 'são todos iguais', com o qual não concordo.

Deixo claro que não condeno aqui o senador Aécio Neves, mas adoto uma visão focada nos interesses partidários.

Não posso aceitar passivamente que o nome de maior destaque da minha agremiação política esteja envolvido em um esquema equivalente a outros protagonizados por dirigentes do PT que atualmente estão presos.

O PSDB não pode pagar ou ter sua importância abalada pelas falhas de um de seus membros.

Enquanto as investigações são feitas, o mais prudente é que Aécio se afaste da presidência do partido. Se, ao final, for comprovada sua inocência, ele será recebido de volta sob aplausos e como vítima de uma armação.

*Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do HuffPost Brasil e não representa ideias ou opiniões do veículo. Mundialmente, o HuffPost oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.

LEIA MAIS:

- Sem entraves às doações em São Paulo

- O perigo da generalização

Famosos que apoiaram Aécio