MULHERES

A mãe solo Paola Carosella desmistifica a maternidade: 'Seja livre e não sinta culpa'

A chef escreveu um post emocionante sobre a maternidade: 'Ser mãe é intenso e complexo e muitas vezes dói e muitas vezes não é leve'.

14/05/2017 11:32 -03 | Atualizado 14/05/2017 11:32 -03
Reprodução/Instagram
Paola Carosella sobre maternidade: 'Seja livre e não sinta culpa'.

A chef Paola Carosella é conhecida por suas opiniões e muitas vezes admirada por seus posicionamentos. Neste domingo (14), em que se comemora o Dia das Mães, ela aproveitou a data para falar o que pensa sobre a maternidade.

Em um post em seu perfil oficial do Instagram, Carosella argumenta que a felicidade é "relativa".Para ela, o ideal de uma família feliz, de uma mãe feliz, não está naquilo que se vende em "comerciais de margarina", que muitas vezes cria estereótipos sobre uma maternidade "ideal".

Para ela, a felicidade está em "fazer o melhor possível e sugar a vida até última gota". E isso compreende aceitar a maternidade com suas alegrias, dores, imperfeições e desafios.

Ser feliz é muito relativo. Nem sempre possível. A felicidade que se vende em forma de familia margarina correndo de mãos dadas no parque todos sorridentes com os perfeitos dentes brancos não parece ser a realidade de muitos de nós. Minha felicidade está em fazer o melhor possível, em tentar disfrutar ao máximo tudo o que eu faço em sugar a vida até a ultima gota, Nem sempre isso quer dizer correr no parque de mãos dadas com a minha familia perfeita. Ser mãe me faz feliz, mas nem sempre é fácil, ser mãe é intenso e complexo e muitas vezes doe e muitas vezes não é leve. Acabei de ler uma mensagem de uma grande amiga que fala que gosta do meu jeito não mistificado de ser mãe, não sei muito bem o que isso quer dizer mas gostei . Minha mãe me ensinou algo sem querer , me ensinou que uma mãe carregada de culpa por não ser uma mãe perfeita enche de culpa e peso aos filhos por não serem perfeitos. Eu gosto de ser mãe. E como tal sou absolutamente imperfeita. Mas me perdoou e celebro que consigo fazer o melhor possível. O melhor possível. Abrazar a imperfeição e me permitir errar e pedir desculpas me permitir falar que não sei o que fazer, me permitir tempo para mim sem culpa me permitir curtir intensamente os meus outros lados alem da Paola mãe... isso é o que eu posso , o melhor que eu posso. E o que eu quero deixar de ensinamento se é que temos que deixar algo, para minha filha . Seja livre e não sinta culpa . Faça o melhor que puder, intensamente e se permita e perdoe errar. Feliz dia a todas as mães que fazem o melhor possível. ❤️

A post shared by Paola Carosella (@paolacarosella) on

No final, ela deixa uma mensagem para Francesca, sua filha: "Seja livre e não sinta culpa. Faça o melhor que puder, intensamente e se permita e perdoe errar."

As palavras de Carosella possuem um significado especial. A chef é mãe solo. Francesca nasceu após um relacionamento entre Paola e um arquiteto, mas durante a gravidez e a primeira infância da menina o pai não foi presente.

Em entrevista a revista Marie Claire, questionada sobre o tipo de mãe que ela era, a chef respondeu: "Sou mãe e pai ao mesmo tempo."

"Ele é uma boa pessoa, mas se amedrontou com a paternidade. Hoje temos pouco contato. Então, com a minha filha, tento ser doce, mas discipliná-la e dar limites para que saiba lidar com as frustrações da vida", explicou.

Na mesma entrevista à revista, ela falou sobre as perdas dolorosas e precoces de seus pais.

"A gente nunca sabe quando vai se recuperar das nossas feridas. Posso até dizer que ficou tudo bem, mas sei lá se já extravasei toda a minha dor. Sempre penso que poderia ter minha mãe aqui comigo, linda e inteligente, ainda jovem com seus 63 anos."

LEIA MAIS:

- A maternidade moderna cheia de luz e sombra
- Um segundo domingo não é suficiente para reconhecer a maternidade

Golden retriever grávida faz o ensaio fotográfico de maternidade mais adorável do mundo