ENTRETENIMENTO

Karol Conka se une ao elenco de 'Malhação' em vídeo manifesto a favor da diversidade

Com nova trama, 'Malhação: Viva a Diferença' estreia nesta segunda (8).

05/05/2017 10:12 -03 | Atualizado 05/05/2017 11:38 -03

"Negro, branco, rico, pobre
O sangue é da mesma cor
Somos todos iguais
Sentimos calor, alegria e dor"

Os versos acima são de Bate a Poeira, música de Karol Conka escolhida para ser o tema da nova temporada de Malhação, que estreia na Globo nesta segunda-feira (8).

Criada por Cao Hamburger e dirigida por Paulo Silvestrini, a nova trama com subtítulo Viva a Diferença quer celebrar a diversidade e exaltar a igualdade por meio da história de amizade entre cinco garotas de universos e estilos completamente distintos.

Para reforçar essa mensagem, parte do elenco e da equipe de produção da série gravou um vídeo manifesto recitando trechos da canção

O registro, que você assiste em primeira mão no HuffPost Brasil, conta com a participação especial da própria Karol Conka.

"Bate a Poeira é uma música muito importante para mim porque é a que mais tem a mensagem que quero passar", revela a cantora e compositora curitibana.

Para a abertura de Malhação: Viva a Diferença, Karol fez uma versão que considera "mais atual e leve" com o Tropkillaz (os DJs e produtores André Laudz e Zé Gonzales) - duo parceiro de longa data.

"Para falar de igualdade a gente tem que ser leve, porque de ódio e violência o mundo já está cheio. Nessa música, eu procurei maneiras simples de dizer 'ei, tá tudo bem. Temos nossas diferenças, somos iguais porque somos seres humanos, mas cada um com sua diferença'."

Sobre o tema da nova temporada da série vespertina da Globo, a cantora acredita que Viva a Diferença soa como algo "libertador". "É diferente de dizer "seja diferente, eu aceito sua diferença". É viver a sua e a do próximo", completa.

Assista ao manifesto de Karol, atores, atrizes da atração no player abaixo:

Seja o que quiser ser! ;)

31 grandes artistas em seus estúdios

LEIA MAIS:

- Como 'Malhação' quer falar sobre diversidade ao contar a história de 5 meninas

- Karol Conka fala sobre racismo, empoderamento da mulher negra e machismo dentro do rap nacional