MULHERES

Betty Faria sobre caso Zé Mayer: 'Acho essa história mal contada'

'Zé Mayer sempre foi um gentleman, respeitador. Só tenho elogios', disse atriz ao jornal O Globo.

01/05/2017 15:03 -03 | Atualizado 01/05/2017 16:31 -03
Reprodução
Betty Faria e José Mayer em "Tieta" (1989).

Em entrevista ao jornal O Globo, a atriz Betty Faria defendeu o amigo de longa data, José Mayer, ao comentar o caso de assédio sexual envolvendo o ator e a figurinista Su Tonani.

"Zé Mayer sempre foi um gentleman [cavalheiro], respeitador. Só tenho elogios", disse Faria. Antes, questionada sobre o feminismo, a atriz disse que nem todas as mulheres são "boazinhas" e que não gostaria de ver um filho sendo acusado injustamente de assédio. "Tem que tomar muito cuidado. (...) Ia procurar saber direitinho como a história foi contada. Aliás, você vai falar sobre o Zé Mayer? A gente sabe que vai rolar."

No final de março deste ano, a figurinista da Rede Globo publicou um texto em que denunciou ter sofrido assédio de José Mayer. O relato foi publicado no jornal Folha de S.Paulo, no blog #AgoraÉQueSãoElas.

No texto, a figurinista expõe as situações constrangedoras com o ator, que começaram com elogios e foram evoluindo para frases como "fico olhando sua bundinha e imaginando seu peitinho". "Sim, ele colocou a mão na minha buceta e ainda disse que esse era seu desejo antigo", escreveu a figurinista.

Além de elogiar o ator, Betty Faria recordou momentos em que contracenou com Mayer. "Depois de [José] Wilker, foi o ator com que mais contracenei. Passamos por situações constrangedoras. Somos do tempo em que não havia ônibus-camarim, a gente trocava de roupa numa Kombi. Já filmamos numa boate em Caxias, e eu fazia pipi na lata de Nescau e pedia: 'Zé, olha pra lá'". Faria e Mayer contracenaram em Tieta.

Questionada sobre a carta pública que o próprio ator escreveu assumindo o assédio e pedindo desculpas, a atriz refutou a confissão. "Não quero discutir o que ele fez ou escreveu. Ele deve ter tido seus motivos. Conhecendo o Zé dos bastidores, acho essa história mal contada."

Betty Faria contou ainda que já sofreu muitos assédios e "tudo isso que as mulheres estão sofrendo", mas ela não ficou de "mimimi".

"Resolvi meus problemas. Não quero falar, mas cada caso resolvi de um jeito. Se for falar tudo por que passei daria um livro. Imagina o que não passou uma pessoa razoavelmente bonitona, razoavelmente gostosona, durante 55 anos de carreira! Foram muitos casos. (...) Tive uns bizarros, mas sobrevivi."

Caso Zé Mayer

O relato da figurinista Su Tonani viralizou nas redes no final de março e gerou comoção nacional, inclusive entre atrizes globais, que lançaram as hashtags #MexeuComUmaMexeuComTodas #ChegaDeAssédio em apoio a Su Tonani.

A pressão foi grande e o Zé Mayer pediu desculpas públicas por suas atitudes. Em uma carta aberta, o ator admitiu que errou e pediu desculpas.

"Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender. O mundo mudou. E isso é bom. Eu preciso e quero mudar junto com ele. Este é o meu exercício. Este é o meu compromisso. Isso é o que eu aprendi."

Na última semana, o colunista Léo Dias, revelou no jornal O Dia que Tonani e Mayer teriam tido um relacionamento extraconjugal no passado e que a figurinista já estaria envolvida com outra pessoa quando o ator teria a assediado. As novas informações geraram diversas acusações e críticas de internautas que desmereceram a denúncia de Su Tonani.

Mas, como elucidou a revista Veja, um caso do passado, seja ele qual for, não anula as acusações da figurinista, uma vez que assédio sexual é crime previsto na Lei Maria da Penha. "Ninguém está livre para tocar ou fazer insinuações a qualquer mulher por já ter tido, no passado, qualquer envolvimento com ela. Para a cacofonia da internet, porém, esta não parece uma obviedade", ressaltou o texto.

LEIA MAIS:

- Zé Mayer pede desculpas por assédio a Su Tolani: 'Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender'

- 'Tem que ser casca grossa' e ter grau de tolerância com assédio, diz Maitê Proença

Editoras do Huff contra o assédio nas ruas