ENTRETENIMENTO

'Mais angustiado que um goleiro na hora do gol': O Brasil não superou a morte de Belchior

Corpo do cantor e compositor será velado em Fortaleza nesta segunda-feira.

30/04/2017 17:33 -03 | Atualizado 30/04/2017 17:58 -03
Montagem/Twitter
Cantor e compositor Belchior faleceu aos 70 anos.

A morte do cantor e compositor Belchior, aos 70 anos, provocou uma série de homenagens nas redes sociais e nas ruas. Ele morreu na noite deste sábado (29), de causas naturais, segundo a polícia.

O festival Maloca Dragão, em Fortaleza (CE), anunciou que organizará um show em homenagem a Belchior na noite deste domingo. Cearense, o artista nasceu no município de Sobral.

Em São Paulo, cidade onde o cantor morou, uma dupla de São Paulo convocou um evento para as 18h30 deste domingo, na Praça Roosevelt.

O corpo do cantor foi retirado da casa onde morava em Santa Cruz do Sul (RS) e será enterrado no Cemitério Parque da Paz, em Fortaleza, nesta segunda-feira (1º).

De acordo com Sílvia Belchior Fernandes, sobrinha do compositor, a previsão é de que o corpo chegue à capital cearense por volta das 5h da manhã desta segunda. De lá, segue para Sobral, cidade natal do cantor, onde será velado por cerca de duas horas, possivelmente no Teatro São José.

No fim da manhã de segunda-feira, o corpo segue para um velório no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, na Praia de Iracema, em Fortaleza. Em seguida, será enterrado no cemitério onde foram sepultados os pais

Com mais de 40 anos de carreira, seus sucessos foram gravados por Jair Rodrigues, Roberto Carlos e Elis Regina. O cantor falava cinco idiomas, fez faculdade de Filosofia e largou o curso de Medicina para se dedicar à música.

Companheiro na juventude, na época do grupo Pessoal do Ceará, o amigo e cantor Fagner publicou uma interpretação da música Como nossos pais, composta por Belchior e famosa na voz de Elis Regina.

Minha dor é perceber Que apesar de termos feito tudo o que fizemos... 😔 #DescanseEmPaz #Belchior

A post shared by Raimundo Fagner (@fagneraimundo) on

Já as palavras de Fagner inspiraram esse tweet.

A filha de Elis, Maria Rita, enalteceu a obra do artista. "Pr'além de dona Elis, Belchior é o dono de palavras e melodias que permitem com que eu saiba quem sou", escreveu.

• são tantos os versos que tocam a alma profundamente, desde sempre, desde que entendo a música como ferramenta de explosão - explosão de amores. de desamores. de luta, de resistência. dos tantos versos, alguns consegui cantar. "minha dor é perceber / que apesar de termos feito tudo, tudo o que fizemos / ainda somos os mesmos / e vivemos / como os nossos pais" é um dos que mais explode em mim. "aquela estrela é dela / vida, vento, vela leva-me daqui" é dos que mais me fez chorar. "você não sente não vê / mas eu não posso deixar de dizer meu amigo / que uma nova mudança em breve / vai acontecer / o que há algum tempo era novo, jovem / hoje é antigo / e precisamos todos rejuvenescer" é o que me salvou. pr'além de dona elis, belchior é o dono de palavras e melodias que permitem com que eu saiba quem sou. que tanta admiração e gratidão chegue à sua família neste momento... ✨🙏🏼✨

A post shared by Maria Rita (@mariaritaoficial) on

O cantor Alceu Valença destacou a " erudição impressionante" e chamou o compositor de "um dos grandes poetas da música brasileira".

Não faltam também demonstrações de carinho de anônimos.

Nem gratidão por todos os ensinamentos nas letras.

Tem quem preferia que ele estivesse sumido ainda. O cantor ficou desaparecido por anós, após deixar a então esposa Ângela para viver com Edna Prometheu, em 2005.

E quem se inspirava até no lado controverso. O cantor chegou a ser alvo de dois mandados de prisão pelo não pagamento das pensões e devia R$ 1 milhão em um processo trabalhista.

Também não podia faltar uma interpretação filosófica para a partida.

Emojis de músicos famosos

LEIA MAIS

- 5 músicas de Belchior para amar e mudar as coisas que mais interessam

- QUIZ: Quer descobrir quem você é dentro dos movimentos de música brasileira? Faça o teste!