MULHERES

Zé Mayer pede desculpas por assédio a Su Tolani: 'Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender'

Após denúncia, posicionamento da Rede Globo e protesto de atrizes, ator enviou uma carta aberta à imprensa.

04/04/2017 13:21 -03 | Atualizado 04/04/2017 16:00 -03
Globo/Paulo Belote
José Mayer é reconhecido por ser um grande galã da televisão brasileira.

"Quantas vezes tivemos e teremos que nos sentir despidas pelo olhar de um homem, e ainda assim – ou por isso mesmo – sentir medo de gritar?"

O questionamento é de Su Tonani, mas poderia ser de qualquer mulher. A figurinista é funcionária da Rede Globo e publicou na sexta-feira (31) um texto em que denuncia ter sofrido assédio do ator global José Mayer. O relato foi publicado no jornal Folha de S.Paulo, no blog #AgoraÉQueSãoElas.

Após repercussão do caso, nesta segunda-feira (3) a Rede Globo anunciou que afastou o ator da próxima novela de Aguinaldo Silva e que ele está suspenso de qualquer trabalho por tempo indeterminado na emissora.

Em carta aberta enviada à imprensa, José Mayer pede desculpas a Su Tonani e diz que "espera que este meu reconhecimento público sirva para alertar a tantas pessoas da mesma geração que eu":

"Carta aberta aos meus colegas e a todos, mas principalmente aos que agem e pensam como eu agi e pensava:

Eu errei.

Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava.

A atitude correta é pedir desculpas. Mas isso só não basta. É preciso um reconhecimento público que faço agora.

Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço.

Tenho amigas, tenho mulher e filha, e asseguro que de forma alguma tenho a intenção de tratar qualquer mulher com desrespeito; não me sinto superior a ninguém, nao sou.

Tristemente, sou sim fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas. Não podem. Não são.

Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender. O mundo mudou. E isso é bom. Eu preciso e quero mudar junto com ele.

Este é o meu exercício. Este é o meu compromisso. Isso é o que eu aprendi.

A única coisa que posso pedir a Susllen, às minhas colegas e a toda a sociedade é o entendimento deste meu movimento de mudança.

Espero que este meu reconhecimento público sirva para alertar a tantas pessoas da mesma geração que eu, aos que pensavam da mesma forma que eu, aos que agiam da mesma forma que eu, que os leve a refletir e os incentive também a mudar.

Eu estou vivendo a dolorosa necessidade desta mudança. Dolorosa, mas necessária.

O que posso assegurar é que o José Mayer, homem, ator, pai, filho, marido, colega que surge hoje é, sem dúvida, muito melhor.

José Mayer"

A denúncia

Anteriormente, após a repercussão do texto de Tonani, Mayer negou à Folha que tinha assediado sexualmente a colega de emissora. Ele disse que sempre respeitou as mulheres e seus colegas de trabalho e atribuiu o comportamento denunciado por Tonani a Tião Bezerra, personagem machista que interpreta na novela A Lei do Amor.

Respeito muito as mulheres, meus companheiros e o meu ambiente de trabalho e peço a todos que não misturem ficção com realidade. As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra... Não são minhas! Nesses 49 anos trabalhando como ator sempre busquei e encontrei respeito e confiança em todos que trabalham comigo.José Mayer, ator, à Folha de S.Paulo

A denúncia que ganhou rosto e corpo havia sido feita no ínicio de março, de forma anônima, à coluna de Leo Dias, no site iG. Na época, a TV Globo havia emitido uma nota de esclarecimento:

"As relações entre funcionários e colaboradores da Globo se dão em um ambiente de harmonia e colaboração, de acordo com o Código de Ética e Conduta do Grupo Globo. O desrespeito no ambiente de trabalho não é tolerado pela emissora. A Globo não comenta assuntos internos".

No relato mais recente, Tonani veio a público dar detalhes da violência que diz ter sofrido:

"Sim, ele colocou a mão na minha buceta e ainda disse que esse era seu desejo antigo", escreveu.

Segundo a figurinista, o ator passou a elogiá-la em encontros profissionais. As "brincadeiras" invasivas começaram há oito meses, quando Mayer era o protagonista da novela em que ela trabalhava como figurinista assistente.

Frases como "você é muito bonita" e "como você se veste bem" foram evoluindo para "como sua cintura é fina", "fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho" ou "você nunca vai dar para mim?", compartilha a profissional.

José Mayer é reconhecido por ser um grande galã da televisão brasileira. Atualmente o ator está no ar na novela A Lei do Amor, que trata de temas como a prostituição de luxo. O seu personagem Tião é o vilão e já protagonizou cenas de misoginia e humilhação de mulheres.

Na noite desta segunda-feira (3), a Rede Globo enviou um comunicado ao HuffPost Brasil confirmando que o ator José Mayer foi afastado da próxima novela de Aguinaldo Silva, prevista para 2018. A justificativa é que a emissora não quer "dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo que a Globo acredita".

Leia o comunicado abaixo:

No que diz respeito à escalação, sim, a Globo decidiu não escalar José Mayer para a próxima novela das nove de Aguinaldo Silva, prevista para ir ao ar em 2018. Essa é uma atitude isenta e responsável da Globo de não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo que a Globo acredita. E não é uma atitude isolada. A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam. Foi isso que fizemos. E é isso que sempre faremos.

Ainda nesta terça-feira (4), a emissora reforçou seu posicionamento sobre o caso e, em nota, pediu desculpas á figurinista Su Tolani e lamentou que ela "tenha vivido essa situação inaceitável num ambiente que a emissora se esforça cotidianamente para que seja de absoluto respeito e profissionalismo"

Em relação à denuncia de assédio envolvendo o ator José Mayer e a figurinista Susllen Tonani, a Globo reafirma o teor da nota divulgada na última sexta-feira, quando afirmou que o caso foi apurado e que as devidas providências estavam sendo tomadas. Naquela nota, a emissora enfatizou que repudia toda e qualquer forma de desrespeito, violência ou preconceito. E que zela para que as relações entre funcionários e colaboradores se deem em um ambiente de harmonia de acordo com o Código de Ética e Conduta do Grupo Globo. Esta convicção da Globo foi reafirmada para um grupo de atrizes, diretoras e produtoras, reunidas no domingo à noite, quando a emissora informou que, apurado o caso, tomou a decisão de suspender o ator José Mayer de produções futuras dos Estúdios Globo por tempo indeterminado. O ator foi notificado na segunda-feira dessa decisão. Sobre a iniciativa de funcionários, colaboradores e executivos de usar hoje camisetas com os dizeres "Mexeu com uma, mexeu com todas", a Globo se solidariza com a manifestação, que expressa os valores da empresa. O ator José Mayer, de enorme talento e com grandes serviços prestados à Globo e às artes brasileiras, certamente terá oportunidade de expressar seus sentimentos em relação ao triste episódio e esclarecer que atitudes pretende tomar. A Globo lamenta que Susllen Tonani tenha vivido essa situação inaceitável num ambiente que a emissora se esforça cotidianamente para que seja de absoluto respeito e profissionalismo. E, por essa razão, pede a ela sinceras desculpas.

#ChegadeAssédio

Com as frases "mexeu com uma, mexeu com todas" e "chega de assédio" estampadas em suas camisetas, atrizes globais se juntaram contra o assédio sexual nesta terça-feira (4).

#MexeuComUmaMexeuComTodas #ChegaDeAssédio

A post shared by Leandra Leal (@leandraleal) on

Taís Araújo, Camila Pitanga, Cleo Pires, Leandra Leal e outras personalidades, publicaram fotos e textos nas redes sociais em apoio á figurinista Su Tonani, de 28 anos.

Após o protesto, a hashtag #MexeuComUmaMexeuComTodas chegou aos Trending Toppics do Twitter e não ficou só na internet. As atrizes que participaram da ação se reuniram em um ato no Projac, no Rio de Janeiro.

LEIA MAIS:

- 'Mexeu com uma, mexeu com todas': As atrizes globais se unem por fim do assédio na TV

- José Mayer rebate denúncia de assédio de figurinista: 'As palavras e atitudes são de Tião, minha personagem'

#PorTodasElas: Elas dizem NÃO ao machismo