MULHERES

Victor Chaves após ser indiciado por agressão à mulher: 'O que eu fiz foi um ato de desespero'

Indiciado pela Polícia Civil, cantor se justifica em vídeo, dizendo que apenas conteve a mulher, fora de si, para defender a filha de 1 ano.

04/04/2017 20:05 -03 | Atualizado 04/04/2017 20:20 -03
Reprodução/Instagram
Bagatini registrou queixa contra o marido no dia 24 de março em Belo Horizonte. Ela o acusou de agredir com chutes e pontapés.

O cantor Victor Chaves foi indiciado na manhã desta terça-feira (4), pela Polícia Civil de Minas Gerais por agressão contra a mulher, Poliana Bagatini, que está grávida do segundo filho. As investigações foram concluídas, e o inquérito será agora remetido à Justiça.

As provas coletadas pela polícia que apontam para a responsabilização de Victor foram: o depoimento de sua esposa e a perícia das imagens na câmera de segurança do prédio onde mora a família. Segundo a polícia, as gravações forneceram evidências da agressão.

Na tarde desta mesma terça-feira (4), o cantor publicou um vídeo em seu perfil do Instagram em que justifica sua atitude dizendo que "não machucou ninguém".

O sertanejo inicia o vídeo dizendo que veio a público para "esclarecer uma coisa diante da qual surgiram e surgem incontáveis boatos" e que praticou "um ato de desespero para conter uma pessoa que estava completamente fora de si".

A post shared by Victor Chaves (@victorchaves) on

Bagatini registrou queixa contra o marido no dia 24 de março em Belo Horizonte. Ela o acusou de agredir com chutes e pontapés. O exame de corpo de delito havia dado negativo, isto é, não havia indícios de lesões aparentes mas, durante apuração do caso, a Polícia Civil de Minas Gerais descobriu que parte do desentendimento havia ocorrido em áreas comuns do edifício, onde havia câmeras.

Segundo a revista Veja, as imagens mostram o cantor empurrando a esposa dentro do prédio onde moram, em Belo Horizonte. Parte dos fatos teria ocorrido no elevador do prédio. "Segundo a versão da vítima, ele [cantor] empurrou a mesma ao chão e desferiu alguns chutes no elevador", informou a delegada Danúbia Quadros durante a investigação, segundo o G1.

A investigação foi conduzida pela delegada Danúbia Quadros, chefe da Divisão Especializada no Atendimento à Mulher, ao Idoso e à Pessoa com Deficiência (Demid) de Belo Horizonte. Victor foi indiciado pelo crime de "vias de fato" no contexto de violência doméstica.

O empresário do cantor afirmou à imprensa que pretende convocar uma coletiva de imprensa assim que tiver acesso à documentação utilizada no processo. Local e data ainda não foram definidos.

Não silencie!

"Foi só um empurrãozinho", "Ele só estava irritado com alguma coisa do trabalho e descontou em mim", "Já levei um tapa, mas faz parte do relacionamento". Você já disse alguma dessas frases ou já ouviu alguma mulher dizer? Por medo ou vergonha, muitas mulheres que sofrem algum tipo de violência, seja física, sexual ou psicológica, continuam caladas.

Desde 2005, a Central de Atendimento à Mulher, o Ligue 180, funciona em todo o Brasil e auxilia mulheres em situação de violência 24 horas por dia, sete dias por semana. O próximo passo é procurar uma Delegacia da Mulher ou Delegacia de Defesa da Mulher. O Instituto Patrícia Galvão, referência na defesa da mulher, tem uma página completa com endereços no Brasil. Clique aqui.

LEIA MAIS:

- A 'carta de esclarecimento' de Poliana Bagatini sobre denúncia de agressão

- Victor Chaves. Uma denúncia de agressão à mulher. E a decepção dos fãs nas redes sociais

17 tuítes sobre como a violência psicológica pode machucar