MULHERES

José Mayer rebate denúncia de assédio de figurinista: 'As palavras e atitudes são de Tião, minha personagem'

Galã da novela 'A Lei do Amor' foi acusado de assédio nos bastidores da TV.

31/03/2017 19:25 -03 | Atualizado 31/03/2017 19:42 -03
Globo/Estevam Avellar
José Mayer interpreta o misógino Tião Bezerra em 'A Lei do Amor'.

O ator José Mayer se manifestou sobre a denúncia de assédio feita pela figurinista Su Tonani ao blog #AgoraÉQueSãoElas, do jornal Folha de S.Paulo.

No texto, a funcionária da Rede Globo acusou o astro global de constrangê-la com frases sobre o corpo dela, como "fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho" e "você nunca vai dar para mim", além de ter passado a mão em sua vagina.

Após a repercussão do texto de Tonani, Mayer negou à Folha que tenha assediado sexualmente a colega de emissora.

Ele diz que sempre respeitou as mulheres e seus colegas de trabalho e atribuiu o comportamento denunciado por Tonani a Tião Bezerra, personagem machista que interpreta na novela A Lei do Amor.

Respeito muito as mulheres, meus companheiros e o meu ambiente de trabalho e peço a todos que não misturem ficção com realidade. As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra... Não são minhas! Nesses 49 anos trabalhando como ator sempre busquei e encontrei respeito e confiança em todos que trabalham comigo.José Mayer, ator, à Folha de S.Paulo

A figurinista denunciou o assédio ao departamento de RH e à ouvidoria da TV, mas nenhuma medida foi tomada. Por isso, ela decidiu escrever para o blog da Folha.

Mais cedo, a Comunicação da TV Globo enviou uma nota ao HuffPost Brasil para repudiar "toda e qualquer forma de desrespeito, violência ou preconceito".

Eis a íntegra da nota enviada nesta sexta-feira (31):

"A Globo repudia toda e qualquer forma de desrespeito, violência ou preconceito. E zela para que as relações entre funcionários e colaboradores da emissora se deem em um ambiente de harmonia e colaboração, de acordo com o Código de Ética e Conduta do Grupo Globo. Todas as questões são apuradas com rigor, ouvidos todos os envolvidos, em busca da verdade. Desta forma e tendo o respeito como um valor inegociável da empresa, esse assunto foi apurado e as medidas necessárias estão sendo tomadas. A Globo não comenta assuntos internos."

LEIA MAIS:

- Repórter que denunciou assédio de Biel é demitida. E as pessoas querem saber o porquê

- 'Isso não é paquera, é abuso': Esta marchinha quer acabar com o assédio no Carnaval

Editoras do Huff contra o assédio nas ruas