ENTRETENIMENTO

Por trás dos palcos: Estas fotos revelam a intimidade de grandes bailarinas em Nova York

Dê uma espiada nos refúgios de dançarinas em Manhattan, Brooklyn, Queen e Nova Jersey. Entre eles, o da brasileira Ingrid Silva.

29/03/2017 13:57 -03 | Atualizado 29/03/2017 16:54 -03

No palco, as bailarinas são focadas e equilibradas, traduzindo uma quantidade explosiva de energia e emoção em personagens e movimentos perfeitamente elaborados. Em casa, em seus quartos, as coisas são um pouco diferentes.

Durante um período de seis meses, o HuffPost Arts & Culture acompanhou o fotógrafo Damon Dahlen em uma turnê pelos apartamentos de bailarinas na cidade de Nova York. Percorremos os bairros, visitando espaços que dançarinas como Cassandra Trenary, Zhongjing Fang e Ebony Williams chamam de lar. As dançarinas — que fazem parte do American Ballet Theater e Dance Theatre of Harlem, bem como de companhias de dança tradicionais — nos convidaram para entrar em seus quartos, em uma série de fotos íntimas que mostram um lado diferente do balé.

Sem seus trajes e meias, essas mulheres revelaram segredos de seus santuários pessoais e sobre o que as ajuda a relaxar depois de uma grande performance.

Confira a série — e alguns trechos de áudio de nossas entrevistas (em inglês) — abaixo.

Sem título

ELINA MIETTINEN, integrante do corpo de baile, American Ballet Theater

Elina Miettinen nasceu na Rússia, morou a maior parte de sua vida na Finlândia e agora vive com o marido e um Yorkiepoo em um apartamento de um quarto em Manhattan. Ela descreve seu espaço como "sofisticado, moderno e romântico".

"No ensaio, sou obviamente muito focada no que estou fazendo e realmente não gosto de conversar com as pessoas no trabalho ou durante o ensaio", disse ao HuffPost. "Mas, fora do trabalho, sou completamente diferente. Gosto de sair e socializar. E, no quarto, obviamente, estou realmente muito relaxada e simplesmente me sinto como eu mesma. Sinto que posso finalmente [pensar]: 'OK, o dia realmente acabou'. Posso relaxar e ir dormir, estar com meu marido e meu cachorro. São duas coisas completamente diferentes."

Damon Dahlen / Huffington Post
Elina Miettinen

Damon Dahlen / Huffington Post
Ingrid Silva

INGRID SILVA, bailarina do Dance Theatre of Harlem

Nascida no Rio de Janeiro, Ingrid Silva mora em um apartamento de um quarto com sua buldogue francesa, Frida Kahlo. Ela descreve seu quarto como um lugar onde pensa, relaxa, dorme — e, às vezes, come e trabalha também.

"Normalmente, chego do trabalho por volta das 18h ou 19h", disse Ingrid ao HuffPost sobre sua rotina noturna. "Então, levo Frida para caminhar. Normalmente, cozinho para o jantar e deixo a comida preparada para o dia seguinte, assim posso levá-la para o trabalho ou ensaio. Aí vejo programas na TV e relaxo."

Damon Dahlen / Huffington Post
Ingrid Silva

Damon Dahlen / Huffington Post
Cassie Trenary

CASSANDRA TRENARY, solista, American Ballet Theater

Nascida na Geórgia, Cassandra Trenary mora em um apartamento de um quarto em Manhattan com seu marido, o também bailarino do American Ballet Theater (ABT), Gray Davis. Ela descreve seu quarto como "aconchegante, simples" e de estilo country.

"Sinto que, quando estou no palco, realmente ataco qualquer coisa que me dão para fazer", disse ao HuffPost. "Sinto como se fosse a mais confiante no palco. Simplesmente sou séria a maior parte do tempo, a menos que o papel exija o contrário. Levo isso muito a sério; é minha paixão, é minha arte. Quando estou em casa, simplesmente estou relaxada, não quero fazer 'caras e bocas' e não quero ser outra pessoa. Porque nosso trabalho é ser outra pessoa, o que é muito divertido. Mas, quando você volta para casa, é o melhor porque pode, acima de tudo, ser exatamente como você é. Apenas relaxar."

Damon Dahlen / Huffington Post
Cassie Trenary

EBONY WILLIAMS, dançarina freelance e coreógrafa

Sem título

Ebony Williams nos recebeu em seu apartamento em Nova Jersey durante uma rara pausa na turnê "Formation", de Beyoncé. Como ela frequentemente adormece em seu confortável sofá, fotografamos Williams em sua sala, a qual ela descreve como "colorida, feminina e dinâmica".

Ao comentar sua rotina noturna, Williams disse: "Tomo uma boa ducha quente ou na banheira. Ouço Sade, sou muito sentimental. Eu amo Sade 'pra ca**lho'. Te relaxa completamente. E alongo. Eu rolo muito. Rolar é comigo. [...] Consigo chegar exatamente onde preciso. Tomo chá todas as noites. Às vezes, coloco um pouco de uísque, dependendo de como me sinto. Ou, às vezes, tomo uma boa taça de vinho tinto. E, então, vou dormir. Um sono longo e profundo.

Damon Dahlen / Huffington Post
Ebony Williams

Sem título

ZHONGJING FANG, integrante do corpo de baile do American Ballet Theater

Originalmente de Xangai, na China, Zhongjing Fang agora mora em um estúdio com móveis vintage em Manhattan. Ela descreve seu espaço como "sonhador, confortável e relaxante".

"Normalmente, volto para casa e gosto de preparar algum tipo de comida para mim", disse ao HuffPost. "Cozinho macarrão ou salada. Também gosto de comida chinesa, porque sou da China. Depois de comer, vejo alguns filmes no Netflix. É o que gosto de fazer — me ajuda. Também gosto de tomar banho na minha banheira. Praticamente é isso. Apenas descanso."

Damon Dahlen / Huffington Post
Zhongjing Fang

Damon Dahlen / Huffington Post
NEW YORK, NY - AUGUST 23: Dancer Danielle Schulz takes part in a photo shoot of dancers in their bedrooms for the Arts section of the Huffington Post in New York on Tuesday August 23, 2016. (Photo by Damon Dahlen, Huffington Post) *** Local Caption ***

DANIELLE SCHULZ, dançarina do Metropolitan Opera e artista freelance

Danielle Schulz divide um apartamento no Brooklyn, o qual ela descreve como "luminoso", "organizado" e decorado de acordo com o feng shui.

Perguntada sobre o lugar favorito de seu apartamento, ela disse: "Meu closet. Com a dança, e especialmente freelance, estou a maior parte do tempo no Metropolitan Opera. Mas não é um emprego em tempo integral. Então você tem de complementá-lo com outros coreógrafos ou trabalho escrito ou qualquer coisa que surja. Existem muitas coisas que estão fora do seu controle. Então, meu quarto e minha casa, em geral, são muito arrumados. Tenho um closet muito organizado. É legal quando você tem todas essas coisas que estão fora do seu controle, e chega em casa para isso no final do dia".

Damon Dahlen / Huffington Post
Danielle Schulz

Sem título

SKYLAR BRANDT, solista do American Ballet Theater

Skylar Brandt nos convidou para o seu quarto de infância em Manhattan, o qual ela descreve como "tranquilo, limpo e lindo".

Qual sua rotina noturna? "Depende de quão exausta estou", disse ao HuffPost. "Geralmente, venho para casa, tomo um banho, janto e depois vou para a cama assistir aos meus programas favoritos — 'Family Guy' ou 'Adventure Time'. E, então, vou dormir, apenas para conseguir levantar no dia seguinte."

Damon Dahlen / Huffington Post
Skylar Brandt

Damon Dahlen / Huffington Post
Katie Boren

KATHRYN BOREN, integrante do corpo de baile do American Ballet Theater

Nascida em Dallas, no Texas, Kathryn Boren mora em um estúdio em Manhattan. Para descrever seu apartamento, ela usou as palavras "limpo, organizado, púrpura e luminoso".

"No palco e nos ensaios, sou muito profissional e composta. E o levo muito a sério", disse ao HuffPost sobre sua persona no trabalho. "Quando estou em casa, simplesmente fico vagabundeando e gosto de dançar música pop ou qualquer outra coisa de calcinha e sutiã. Tento manter o ambiente da minha casa o mais livre possível de estresse."

Damon Dahlen / Huffington Post
Katie Boren

Sem título

CAMILLE WORKMAN, dançarina freelance

Camille Workman mora em um apartamento singular de um quarto em Manhattan, que se abre para um terraço no telhado. Ela descreveu seu espaço como "praiano, cheio de bugigangas e relaxante".

Sobre a diferença entre suas personas dentro e fora do palco, Workman diz: "No palco, sou uma maníaca. Sou uma 'sim, senhor'. Se um coreógrafo me pergunta se algo é possível, a resposta é sempre 'sim'. Em casa, sou preguiçosa, de estilo praiano."

Damon Dahlen / Huffington Post
Camille Workman

Sem título

DEVON TEUSCHER, solista do American Ballet Theater

Devon Teuscher descreve seu quarto no Brooklyn como "escuro, tranquilo e minimalista", acrescentando: "É realmente meu pequeno oásis. Do tipo, meu lugar. "Não gosto muito de muitas pessoas entrando aqui."

Quando perguntada se sua persona no palco é diferente da sua persona em casa, respondeu: "Sinto que, na verdade, são muito semelhantes porque, para mim, sou completamente livre no palco. A meu ver, não estou reprimindo nada. É onde estou mais confortável. E, novamente, como disse, é também onde me sinto confortável. [...] Então acho que são bastante semelhantes nesse sentido — me sentindo contente ao máximo."

Damon Dahlen / Huffington Post
Devon Teuscher

Damon Dahlen / Huffington Post
Catherine Hurlin

CATHERINE HURLIN, integrante do corpo de baile do American Ballet Theater

Catherine Hurlin, nascida na cidade de Nova York, mora em um apartamento de dois quartos decorado por ela mesma em Manhattan, que ela descreve como "superfeminino". O que ela mais gosta em sua casa? A cama. "Minha cama foi a primeira coisa que comprei", explicou ao HuffPost, relembrando os primeiros momentos de viver sozinha em Nova York. "Por isso, me sinto muito orgulhosa dela porque foi meu primeiro móvel [...] Foi a primeira grande compra que fiz na vida."

Damon Dahlen / Huffington Post
Catherine Hurlin

Damon Dahlen / Huffington Post
Rebekah Letch

REBEKAH LETCH, dançarina freelance

Nascida em Cingapura, Rebekah Letch agora mora em um espaçoso apartamento de um quarto no Brooklyn com seu marido e uma cachorra. Ela descreve seu espaço como "contemporâneo" e "acolhedor". "Amo minha cama e amo meus travesseiros e amo a cor branca. Na verdade, comprei o colchão, lençóis e travesseiros no site de um hotel. Simplesmente porque realmente preciso me recuperar! Sim, fui um pouco longe demais. [...] Além disso, minha cachorra, que tem artrite, dorme comigo e quero que ela também tenha um bom sono."

Damon Dahlen / Huffington Post
Rebekah Letch

Damon Dahlen / Huffington Post
Elise King

ELISE KING, dançarina da Jennifer Muller/The Works e Alpha Omega Theatrical Dance Company

Elise King cresceu em South Bend, no estado de Indiana, e agora divide um apartamento em Manhattan. Ela descreve seu espaço como "aberto, zen e cheio de personalidade".

Quando perguntada sobre como sua persona no palco se diferencia da persona no lar, ela destacou uma diferença. "Especialmente com a coreografia da [companhia de dança] Jennifer [Muller/The Works], é muito ardente, dinâmico e realmente intenso, o que amo. Adoro mostrar esse tipo de paixão no palco", disse ao HuffPost. "Mas sou uma pessoa realmente afável. Sou uma pessoa legal, agradável e adoro conversar com as pessoas. Então, às vezes, tenho esta persona realmente ardente no palco, enquanto pessoalmente sou, na verdade, calma, gentil e relaxada."

Damon Dahlen / Huffington Post
Elise King

Damon Dahlen / Huffington Post
Stephanie Williams

STEPHANIE RAE WILLIAMS, dançarina do Dance Theatre of Harlem

Nascida no Texas, Stephanie Rae Williams atualmente mora em Manhattan. Ela descreve seu quarto como "colorido, cavernoso e cheiroso".

"Realmente gosto de uma taça de vinho", disse ao HuffPost, ao detalhar sua rotina noturna. "Gosto de preparar o jantar ou comprar comida. Tomo um banho. E gosto de simplesmente sentar no sofá por meia hora, desestressar e relaxar. Ainda estou naquela idade de ter FOMO [sigla em inglês para "Fear of Missing Out", ou "medo de estar perdendo alguma coisa"]. Então, se sinto isso, quero sair e ver o que está acontecendo, posso fazer uma caminhada. Mas, normalmente, lembro que estou exausta e quero ir dormir."

Damon Dahlen / Huffington Post
Stephanie Williams

Damon Dahlen / Huffington Post
Steph Lo

STEPHANIE LO, dançarina da corte na turnê "The King and I"

Quando visitamos Stephanie Lo, ela estava dividindo um apartamento de dois quartos com sua companheira no Queens. O quarto foi organizado de acordo com o método KonMari. Ela descreveu seu espaço como "mínimo, relaxante e transitório". "Adoro estar no palco. Posso fazer muitas coisas no palco que não poderia na vida real", disse ao HuffPost, enquanto se recuperava de uma lesão no pé. "Na vida real, meu sobrenome é Lo, e todo mundo diz: YOLO! YOLO! [sigla em inglês para "You Live Only Once", ou "você vive apenas uma vez"]. As pessoas te chamam assim?' E eu: 'Não, na verdade não sou realmente assim. Apenas quero viver metodicamente [...] Gosto que as coisas sejam realmente relaxadas e organizadas."

Damon Dahlen / Huffington Post
NEW YORK, NY - AUGUST 24: Dancer Steph Lo takes part in a photo shoot of dancers in their bedrooms for the Arts section of the Huffington Post in New York on Wednesday August 24, 2016. (Photo by Damon Dahlen, Huffington Post) *** Local Caption ***

Damon Dahlen / Huffington Post
Shannon Maynor

SHANNON MAYNOR, dançarina freelance e artista da CelloPointe

Shannon Maynor divide um apartamento em Manhattan há quatro anos. Ela descreve seu quarto como "pacífico, espaçoso, artístico e fantástico". "Minha rotina noturna inclui elevar as pernas por pelo menos cinco minutos. Normalmente, as coloco contra a parede e deixo tudo drenar. Porque, no final do dia, tudo está cheio de fluido e estresse. Também dou aulas. Então, às vezes, ensaio durante o dia e dou aulas até 10 da noite. Por isso, é a primeira coisa que faço — elevar."

Damon Dahlen / Huffington Post
NEW YORK, NY - APRIL 26: Shannon Maynor poses for a portrait on Tuesday April 26, 2016. (Photo by Damon Dahlen, Huffington Post) *** Local Caption ***

Quer ver mais? Veja outras fotos incríveis aqui.

Alunos do Ballet da Cidade