NOTÍCIAS

Laudo indica que não há lesão corporal em Poliana, que acusou Victor de agredi-la

A conclusão do inquérito depende da análise das imagens das câmeras de segurança do prédio onde mora o casal.

13/03/2017 15:08 -03 | Atualizado 13/03/2017 15:20 -03
Reprodução/Instagram
Victor foi acusado por mulher grávida de agredi-la.

A delegada Danúbia Quadros, responsável por investigar a denúncia de Poliana Bagatini contra o marido, o sertanejo Victor Chaves, afirmou nesta segunda-feira (13) que o laudo para lesão corporal na mulher foi negativo.

"O laudo deu negativo para lesões aparentes; portanto, não há lesão corporal", disse, em entrevista coletiva em Belo Horizonte (MG).

Entretanto, a conclusão do inquérito depende da análise do vídeo gravado pelas câmeras de segurança do edifício onde o casal mora.

A Polícia Civil de Minas Gerais fará uma perícia nas imagens.

Segundo o jornal O Tempo, não foi fácil ter acesso às gravações:

Conseguimos esta filmagem com muita dificuldade, porque o condomínio não quis fornecer uma cópia. Precisamos de uma determinação judicial e, agora, elas precisam ser analisadas. Não posso adiantar nada antes deste laudo.Danúbia Quadros, delegada, em entrevista coletiva

No dia 24 de fevereiro, Bagatini foi à delegacia prestar queixa contra o marido, dizendo ter sido agredida. A mulher que está grávida de oito meses fez o exame de corpo de delito no dia seguinte.

A agressão teria ocorrido após desentendimento do casal por conta da filha de um ano.

Bagatini relatou ter sido empurrada e agredida com pontapés.

Segundo a delegada Danúbia Quadros, Victor alega que não bateu na esposa, que não a empurrou nem a chutou.

"Ao longo da apuração, descobriu-se que parte dos fatos (desentendimento) ocorreu no elevador do prédio, onde havia essa câmera de segurança", explicou a responsável pela investigação.

Por isso, para finalizar o inquérito, a perícia nessas imagens é fundamental.

Caso Bagatini tenha registrado a ocorrência de um falso crime, ela poderá responder por denunciação caluniosa. Se ficar comprovado, pelas imagens do prédio, que Victor agrediu a esposa, ele será indiciado por vias de fato, informa O Tempo.

Personagens contra a violência doméstica