MULHERES

'Nós (mulheres) temos um dia, Vossa Excelência tem todos os outros', diz Cármen Lúcia

Presidente do STF respondeu a cumprimento do ministro Luís Roberto Barroso pelo Dia Internacional da Mulher.

08/03/2017 17:30 -03 | Atualizado 08/03/2017 18:55 -03
AFP/Getty Images
Minsitra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia

No Dia Internacional da Mulher, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, lembrou das desigualdades entre os gêneros.

"Vossa Excelência vê como é a vida... Nós (mulheres) temos um dia, Vossa Excelência tem todos os outros. Olha o princípio da igualdade...", afirmou em resposta ao ministro Luís Roberto Barroso, em sessão plenária desta quarta-feira (8).

O magistrado havia parabenizado as duas ministras da Corte pelo dia.

"Só um breve comentário que me esqueci de fazer. Hoje é Dia Internacional da Mulher, então gostaria de cumprimentar Vossa Excelência e a eminente ministra Rosa Weber", afirmou.

A fala de Cármen provocou risos e Barroso disse que queria fazer "a minha boa ação".

"Queria cumprimentar Vossa Excelência e a ministra Rosa pela integridade, pelo talento e pela dedicação com que servem ao interesse público e ao bem do País, duas mulheres que simbolizam um belo exemplo para todas as pessoas", explicou.

A presidente da Corte, por sua vez, disse que agradecia e que iria estender os cumprimentos às secretárias e advogadas presente. "Agradeço muito pela lembrança", afirmou.

O ministro Ricardo Lewadowski também homenageou as mulheres.

Segunda mulher a ocupar a presidência do Supremo, Cármen Lúcia sempre foi uma entusiasta da luta em defesa das mulheres.

Em sua primeira sessão no cargo, a magistrada afirmou que a sociedade é "extremamente preconceituosa" com o sexo feminino.

Temos uma sociedade extremamente preconceituosa em vários temas, racista em vários temas e no caso da mulher, muito preconceituosa (...) É o fato de continuar a ter discriminação contra a mulher que nos faz precisar ainda de determinadas ações positivas. Se fosse igual, ninguém estava falando.Cármen Lúcia

A carreira da ministra nascida em Montes Claros (MG) foi construída com uma firme postura de gênero. E esse foi um dos fatores que levaram o ex-presidente Lula a indicar a ex-aluna do ministro aposentado Carlos Velloso para a Suprema Corte.

Dia Internacional da Mulher 2017