MULHERES

'Chega de Fiu Fiu': Trailer mostra a resposta das mulheres ao assédio nas ruas

"A gente não ta pedindo nada não. A gente só quer ocupar um espaço que é nosso."

07/03/2017 13:22 -03 | Atualizado 07/03/2017 15:32 -03
Reprodução/Facebook
Documentário 'Chega de Fiu Fiu' divulga trailer

Sentir-se segura em espaços públicos.

Parece irreal, mas esse é o desafio de grande parte das mulheres que vivem no Brasil. Vítimas de assédio nas ruas, sujeitas a objetificação de seus corpos e habitantes de um país que convive diariamente com casos de estupro e feminícidio. Para elas, sair de casa não é uma tarefa fácil.

Dirigido por mulheres, produzido com apoio de um financiamento coletivo e com enredo que trabalha uma temática urgente, o documentário Chega de Fiu Fiu lançou o seu trailer oficial nesta terça-feira (7).

Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão com colaboração de Juliana de Faria, do coletivo Think Olga, estão à frente da produção que quer ampliar a discussão sobre o assédio nos espaços públicos.

O roteiro é baseado no depoimento de três mulheres reais de diferentes regiões do país: Rosa Luz, de Brasília (DF); Raquel Carvalho, de Salvador (BA); e Teresa Chaves, de São Paulo (SP). Ainda, são utilizados os dados das pesquisas compiladas pelo coletivo feminista.

Em uma das cenas do trailer, a mulher caminha na rua de sua cidade usando óculos embutidos com câmera. Um homem se aproxima e começa a fazer comentários eróticos sobre ela. Ela questiona o comportamento do homem, que sai correndo.

Para Jules de Faria, a jornada do Chega de Fiu Fiu transformou a discussão sobre o assédio no país.

"'Me faltam palavras para explicar o que representa a jornada da Chega de Fiu Fiu. O documentário é um sonho que existe desde 2014 e, ao lado de uma equipe pequenina, mas maravilhosa e mais de 1000 doadores no financiamento coletivo, apresentamos o trailer oficial cheio de lágrimas, suor, risadas, resiliência e, bem, suor. Agradeço imensamente às entrevistadas, que dividiram suas histórias e sabedoria com a gente, com coragem e amor. Meu coração está cheio! Espero que gostem!", compartilhou em seu perfil no Facebook.

Reprodução/Facebook
Cartaz da campanha 'Chega de Fiu Fiu'

Para coletar recursos de forma independente, o projeto foi inscrito no Catarse – uma ferramenta colaborativa para arrecadar fundos para projetos autônomos – e a primeira meta, de R$ 20 mil, foi batida em cerca de 19h após entrar no ar. No total, foram arrecadados R$ 64 mil reais em colaborações.

O objetivo das diretoras é que o filme seja veiculado em escolas e órgãos públicos. A intenção é que o documentário também seja visto como uma ferramenta de educação e combate à violência contra a mulher.

Ni Una A Menos: Argentina contra a violência de gênero