ENTRETENIMENTO

5 momentos do programa 'Amor e Sexo' sobre diversidade de gênero que valem a pena ver de novo

Edição discutiu histórias e vivências de pessoas trans, travestis e drag queens.

03/03/2017 11:41 -03 | Atualizado 31/03/2017 14:50 -03

O programa Amor & Sexo desta quinta-feira (3) surpreendeu os espectadores e repercutiu nas redes sociais.

Depois de abordar feminismo e masculinidade em outro episódio, a atração da TV Globo fez uma ousada discussão sobre diversidade de gênero.

Logo no início, a apresentadora Fernanda Lima declarou:

Uma luta em que nem as purpurinas e as lantejoulas escondem as mortes e os hematomas que a violência do preconceito e a discriminação deixaram e ainda deixam nessa comunidade. Uma luta de todos que acreditam na igualdade de direitos civis, na liberdade, da diversidade, da paz e do amor.

O programa abordou mais especificamente histórias e vivências de pessoas trans, travestis e drag queens.

Entre os convidados estavam artistas e militantes da causa LGBT, incluindo: Liniker, André Fischer, Lorelay Fox, Cibelle, Assucena Assucena e Raquel Virgínia (do grupo As Bahias e a Cozinha Mineira).

O pernambucano Marlon Parente, diretor do documentário Bichas, protagonizou um dos cinco grandes momentos da noite. Ele falou sobre a apropriação da expressão bicha - termo pejorativo usado contra gays – como forma de empoderamento do próprio gay.

A palavra bicha não é estranha para nenhum menino gay. A gente escuta bicha desde pequeno e isso nunca é bom. Uma das vezes em que eu ouvi bicha, um cara apontou uma arma para a minha cabeça, disse que ia me matar porque eu era bicha. Para lidar com o trauma que eu tive, captei a palavra que ele usou.

Em seguida, a drag Kanya Conky, que participou da do documentário, deu um depoimento sobre o processo de autoaceitação a partir da apropriação da palavra bicha. Assista no player abaixo:

O segundo grande momento foi protagonizado pela cantora Liniker, que emocionou o público com uma performance de Geni e Zepelim, clássico de Chico Buarque. Em tom de protesto, ela interrompeu a música no trecho "Joga pedra na Geni!". E declarou:

O Brasil é o país que mais mata travestis, transexuais, homossexuais e bissexuais no mundo. Isso tem que acabar. Basta! Só assim podemos nos redimitr.

As Bahias e a Cozinha Mineira também brilharam no palco no terceiro momento de destaque do programa com uma versão de Las Muchachas de Copacabana, que integra a Ópera do Malandro, de Chico Buarque. Antes da apresentação, a cantora Assucena se posicionou sobre o assunto em pauta:

Nos consideram seres noturnos, que andam nas sombras. Mas a gente está botando a cara no sol. O problema não está em mim, está no patriarcado, no machismo e na misoginia.

O quarto destaque da noite foi a apresentação da MC Linn da Quebrada, que deu uma palinha de Bixa Preta, música autoral que fala sobre o racismo e homofobia sofridos por gays afeminados das periferias.

O início da letra da cantora paulistana diz:

Bicha estranha / Louca preta da favela / Quando ela tá passando / Todos riem da cara dela / Mas, se liga, macho, presta muita atenção / Senta e observa a tua destruição.

Assista à performance no player abaixo:

O quinto momento que vale a pena ver de novo se deu quando Fernanda Lima revelou quem era a drag queen misteriosa que estava no palco deste o começo da atração.

Para isso, tascou-lhe um beijo na boca.

Isabella Pinheiro/Gshow

A drag era, na verdade, o marido da apresentadora, Rodrigo Hilbert. Ao final do programa, o ator a também apresentador contou como foi parar ali no programa.

"Um dia, a Fernanda chegou em casa e disse que precisava achar uma pessoa para ser uma drag. Eu fiquei quieto. Dias depois, falei para ela: 'Amor,vou ser a drag do seu programa", revelou.

Isabella Pinheiro/Gshow

Ao final, o ator falou sobre a educação que dá aos filhos junto com a atriz:

Essa criação machista é o que a gente não leva pra nossa casa hoje. Não passo nada de machismo para os nossos filhos e aprendo muito com a minha mulher e com esse programa, que está mexendo com o Brasil.

Até o início desta sexta (3), Amor & Sexo foi um dos assuntos mais comentados no Twitter. A seguir, você acompanha a repercussão dos melhores momentos no microblog:

Casal transexual mostra fotos da vida a dois