ENTRETENIMENTO

Em São Paulo, o Nordeste foi o grande protagonista dos desfiles de Carnaval

A região serviu de inspiração para os enredos de 5 escolas que cantaram sobre a cultura, a religião e a força dos nordestinos

26/02/2017 10:25 -03 | Atualizado 26/02/2017 17:07 -03
Paulo Pinto / LIGASP / Fotos Públicas

O sambódromo do Anhembi já foi palco para o desfile das 14 escolas de samba que desde a última sexta-feira (24) exaltam toda a criatividade, suingue e energia do Carnaval Paulistano.

Os enredos se destacaram pela escolha dos homenageados e o Nordeste certamente foi o protagonista, já que foi abordado por 5 escolas até então.

De migrações à religião, aos "Zés" do Brasil, África e a construção de São Paulo, os foliões foram presenteados com verdadeiros shows neste final de semana.

1. Vai-Vai
A maior vencedora do carnaval de São Paulo, com 15 títulos, fechou a noite do primeiro dia de desfiles na última sexta-feira (24). O título do enredo faz jus à homenagem: "No xirê do Anhembi, a Oxum mais bonita surgiu - Menininha, mãe da Bahia - Ialorixá do Brasil". Com menções aos orixás, a escola levou elementos do camdomblé para a avenida.

Paulo Whitaker / Reuters

2. Império de Casa Verde

A campeã do carnaval passado desfilou ao som do enredo "Paz -O Império da nova era". Em busca do bicampeonato, a escola da zona norte da capital defendeu a união entre os homens e o equiílibrio com as forças da natureza.

Paulo Whitaker / Reuters

3. Águia de Ouro

Um item quase obrigatório ficou de fora das fantasia da escola paulista: as penas. Isso porque o enredo da Águia de Ouro levantou a bandeira da proteção dos animais. Nenhuma material proveniente de qualque bichinho foi utilizado nos adereços. No sambódromo, o grande protagonista foi o cachorro. "Amor com amor se paga. Uma história animal" cantou sobre a relação de amizade construída entre os bichos e os homens.

Paulo Whitaker / Reuters

4. Mancha Verde

O enredo "Zé do Brasil, um nome e muitas histórias" é uma releitura do que foi apresentado em 2005 pela mesma escola. Na nova versão, a Mancha Verde buscou homenagear as figuras populares do país - de religião à história, do samba para a televisão, figuras como Zé Celso, Zé Pereira e José Wilker estiveram presentes no desfile na Anhembi.

Paulo Whitaker / Reuters

5. Vila Maria

Sagrado e profano. O enredo da Vila Maria uniu os dois mundos já conhecidos do carnaval. A escola de São Paulo lembrou os 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida, considerada a padroeira do Brasil pela religião católica.

Paulo Whitaker / Reuters

6. Nenê da Vila Matilde

"A Ópera de todos os povos...Terra de todas as gentes...Curitiba de todos os sonhos!", este é o enredo escolhido pela Nenê da Vila Matilde e que foi literalmente um tributo à capital paranaense. A escola lembrou a sua história e os povos que fizeram parte

NELSON ALMEIDA via Getty Images

7. Dragões da Real

"Dragões canta Asa Branca". Foi assim que o Anhembi virou nordeste com a passagem da escola de samba. A ideia do desfile era mostrar a cultura do povo nordestino, desde as romarias até a situação de migração, por conta da dificuldade vivida no sertão.

AFP/Getty Images

8. Tom Maior

O Nordeste voltou a ser homenagem com o enredo "Elba Ramalho canta em oração o folclore do Nordeste".

Paulo Whitaker / Reuters

9. Mocidade Alegre

A escola enalteceu a trajetória do samba da Mocidade com figuras históricas, guerreiros e personagens da mitologia que ajudaram a fortalecer o nome da entidade no carnaval paulista.


Paulo Pinto / LIGASP / Fotos Públicas

10. Acadêmicos do Tatuapé

Este ano, a África foi a grande protagonista do desfile no Anhembi. Vice campeã em 2016, a escola abusou das cores nas fantasias para representar os diferentes povos e religiões do continente africano.

LatinContent/Getty Images

11. Gaviões da Fiel

A história de São Paulo se confundo com a história de vários povos, principalmente os nordestinos. E eles foram os homenageados da Gaviões. Sonhos, oportunidades e esperança foram as palavras de ordem do enredo que cantou sobre a vida das pessoas que migraram para a capital paulista.

AFP/Getty Images

12. Unidos do Peruche

Salvador ou São Paulo? Pelo menos durante o carnaval, a resposta é os dois. A capital baiana foi a grande homenagem da Unidos do Peruche, que lembraram baianos famosos como Dorival Caymmi, Gil, Caetano e Raul Seixas.

Brazil Photo Press/CON via Getty Images

13. Tucuruvi

Para o show deste carnaval, a grande homenageada da escola foi a arte. O Acadêmicos de Tucuruvi contou a história de como a arte surgiu até a sua tomada e transformação das grandes cenários. No desfile, a arte de rua ganhou destaque.

NELSON ALMEIDA via Getty Images

14. Rosas de Ouro

O desfile da escola foi literalmente uma festa. O enredo que abordava a importância dos banquetes nas cerimônias sociais terminou com um banquete de noivas de verdade, já que a presidente resolveu comemorar o casamento em meio ao desfile.

Robson Fernandjes / LIGASP / Fotos Públicas