MULHERES

A 'carta de esclarecimento' de Poliana Bagatini sobre denúncia de agressão

"Vitor nunca me machucou e nunca me machucaria", diz Poliana Bagatini em carta de esclarecimento à imprensa.

26/02/2017 18:17 -03 | Atualizado 26/02/2017 22:19 -03
Reprodução/Instagram
Victor Chaves foi denunciado pela mulher, Poliana Bagatini, na sexta-feira (24), em Belo Horizonte

"Vitor nunca me machucou e nunca me machucaria"

A frase acima faz parte de uma carta de esclarecimento assinada por Poliana Bagatini e que foi publicada em um perfil do Instagram atribuído a ela.

Bagatini, de 29 anos, esposa do cantor sertanejo Victor Chaves, de 41, da dupla Victor & Leo, registrou uma queixa contra o marido na última sexta-feira (24), em Belo Horizonte. Ela está grávida de oito meses e acusa o marido de agredi-la com chutes e pontapés.

No conteúdo do texto, a grafia de Vitor, nome do marido, é diferente de Victor, como ele se apresenta publicamente e a data aparece como 26 de fevereiro de 2016. A carta é a única postagem no perfil.

No texto, Poliana afirma que em momento algum considerou que o marido tivesse cometido qualquer crime contra ela e que procurou a polícia na busca de "amparo" após um desentendimento familiar.

Ela conta ter discutido com a sogra e não ter encontrado apoio do marido, que teria tentado "contê-la".

"Vitor não me machucou e nem me machucaria e, para comprovar a inexistência de qualquer lesão, resolvi fazer a perícia no IML". Ainda, diz que não foi a intenção considerar que "havia ocorrido um crime".

A carta finaliza afirmando que Poliana e o bebê estão saudáveis.

Outro perfil na mesma rede social leva o nome de Poliana Bagatini, desta vez, intitulado como "oficial" e com mais de 130 mil seguidores.

Neste segundo perfil, havia uma mensagem de agradecimento ao apoio do público e um link para um vídeo em que o usuário do Youtube Leandro Paivinha falava sobre a situação de agressão de Poliana.

Na tarde deste domingo, a visibilidade do perfil foi bloqueada e as postagens passaram a ser privadas para não seguidores.

A descrição que antes tinha uma mensagem de agradecimento e apoio foi alterada. No link, um novo vídeo foi postado falando sobre a carta atribuída à Poliana.

Reprodução/Instagram

Momentos depois de circular nas redes sociais, a carta também foi compartilhada por Leo Chaves, irmão do sertanejo. Leo compartilhou a versão da carta em que havia erros de grafia no nome Vitor e na data.

Reprodução/Instagram

Depois, a postagem foi substituida por outra que corrigia o ano de 2016 para 2017:

Qualquer ser humano em situações emocionais adversas, está sujeito a atitudes precipitadas e inconsequentes. Ainda mais, estando grávida.Poliana tem grandes qualidades e diante de tudo, ofereço minha compreensão e respeito. Ciente do impacto do ocorrido e dos reflexos, sinto muito.No entanto me posiciono com apoio aos dois e sem julgamentos. São pais de uma linda criança, que espera seu irmão nascer. A vida é assim, propõe pódio e derrotas, é preciso saber lidar com ambos. Desde o inicio, estive firme com minhas conclusões sobre o ocorrido, e sabia que a verdade viria à tona.Estive de mãos dadas com meu irmão o tempo todo, e assim seguirei! Que esse episódio possa ser aproveitado como experiência e aprendizado para todos.A sociedade vive um caos emocional, e pessoas de bem, cometem atos sem a mínima consciência, simplesmente por não estarem conectadas consigo mesmas. É fato que damos os maiores passos diante das crises.Que assim seja. O que temos pra hoje é construir o agora da melhor forma. Vamos em frente meu irmão @victorchaves LEO CHAVES

A post shared by Leo Chaves (@leochaves) on

Com a publicação, Léo também publicou uma mensagem de apoio ao irmão.

"Qualquer ser humano em situações emocionais adversas, está sujeito a atitudes precipitadas e inconsequentes. Ainda mais, estando grávida. Poliana tem grandes qualidades e diante de tudo, ofereço minha compreensão e respeito", escreveu o artista.

Assim que a carta foi divulgada e Leo escreveu em seu Instagram, fãs e admiradores da dupla saíram em defesa de Victor e, ao mesmo tempo, questionaram o esclarecimento e a forma como o caso foi tratado.

"Estória pra boi dormir. Gerenciamento de crises, apagar incêndio com uma carta mal redigida", disse um dos usuários no Instagram de Léo. "Acreditei no teu irmão, sempre! Vocês dois tem caráter. Só espero que teu mano não fique ao lado de uma pessoa emocionalmente instável", escreveu outro.

No Twitter, algumas pessoas acharam que a história, ainda assim, está mal contada:

E levantaram outros questionamentos sobre o caso:

E o debate sobre violência contra a mulher ficou mais forte:

E o conteúdo da carta foi questionado:

Ao G1, a assessoria da dupla Victor e Leo afirmou que a carta foi escrita por Poliana Bagatini. Ainda, a Policia Civil de Minas Gerais assegurou que o exame de corpo e delito foi finalizado e está sendo analisado, mas que o órgão não vai divulgar nenhuma informação sobre o resultado.

Victor Chaves ainda não se pronunciou sobre o caso. Neste domingo (26), ele decidiu se afastar do programa The Voice Kids Brasil, do qual faz parte do time de apresentadores.

A denúncia

Na última sexta-feira (24), a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Belo Horizonte confirmou ao HuffPost Brasil que Poliana Bagatini, 29, procurou a delegacia para registrar denúncia de agressão cometida pelo marido, o cantor sertanejo Victor Chaves, de 41, da dupla Victor & Leo.

Grávida de oito meses, ela foi encaminhada para a Delegacia da Mulher da cidade. Ao chegar no local, o registro da ocorrência foi aberto e ela recebeu um guia para realizar o exame de corpo e delito. Porém, Poliana deixou o local antes de fazer o exame e outras etapas do processo.

De acordo com informações do jornal local O Tempo, a briga teria ocorrido no apartamento do casal e ela foi impedida de deixar o local, até que recebeu ajuda de uma vizinha que ouviu os gritos.

No último sábado (25), Poliana retornou ao Instituto Médico Legal (IML) para dar continuidade ao exame, de acordo com VEJA. Procurados pelo HuffPost Brasil, a assessoria do IML não foi encontrada e o resultado do exame permanece em sigilo.

Atualização: Victor Chaves se pronunciou pela primeira vez publicamente. Ao Fantástico, da Rede Globo, ele negou a agressão. Disse que "jamais agrediria alguém da família, muito menos a minha esposa". "A única coisa que eu posso dizer é que minha família é meu bem maior e que toda a minha postura sempre foi de preservar minha família. (...) Não esperava essa exposição, na qual vou lidar em recolhimento com a minha família", afirmou. Ele se negou a responder outros questionamentos da reportagem sobre a denúncia feita por Poliana.

Países que mais tratam homens e mulheres como iguais