ENTRETENIMENTO

'O casal imbatível': Taís Araújo e Lázaro Ramos estão poderosíssimos em capa da revista VEJA

Edição destaca sucesso do casal de atores no showbiz brasileiro.

24/02/2017 11:33 -03 | Atualizado 24/02/2017 12:08 -03

Taís Araújo e Lázaro Ramos estão com tudo.

O casal é capa da revista Veja desta semana, que na chamada traz as considerações: "O casal imbatível. O par mais poderoso do showbiz. E ainda simbolizam a vitória do talento sobre a barreira racial".

Reprodução/Veja

Casados e com dois filhos: João Vicente, de 5 anos, e Maria Antônia, de 2, os atores se conheceram em 2004. Na época, ela protagonizava a novela Da Cor do Pecado e ele integrava a série Sexo Frágil.

De acordo com a revista, o primeiro contato foi de puro estranhamento.

Após se conhecerem rapidamente nos estúdios da Globo, Taís votou em Lázaro como o negro mais lindo da TV numa enquete do Video Show. Ele agradeceu com flores e ela retribuiu com girassóis - que o ator acabou entregando para uma "ficante". Taís ficou sabendo e, obviamente, foi tirar satisfações.

Como se sabe, o desentendimento foi superado. Aliás, muito bem superado.

Hoje, Lázaro e Taís são referência para milhões de jovens artistas negros que batalham por um lugar ao sol em um país marcado pelo racismo.

Mais recentemente, o casal passou a ser parceiro também na frente da TV e nos palcos, como protagonistas da série Mister Brau, sucesso de crítica e audiência; e na peça O Topo da Montanha – que desde 2015 já foi vista por mais de 70 mil pessoas. Eles realmente estão com tudo.

Vale lembrar que, apesar dos inúmeros trabalhos, o casal não deixa de lado o ativismo em prol do fim do preconceito racial e desigualdade social, seja nas redes sociais ou em eventos presenciais.

Para acompanhar a divulgação da reportagem, a revista Veja preparou um duelo de conhecimentos com o casal de atores. Na brincadeira, eles tiveram que responder perguntas como: Filme preferido? Maior ídolo? Maior qualidade? Maior defeito?

Você confere as respostas aqui.

E se os principais ícones de hollywood fossem negros?