MULHERES

Carreira, política, família e divórcio: Angelina Jolie quebra silêncio em entrevista à BBC

A atriz compareceu ao evento de lançamento do seu novo filme no Camboja.

20/02/2017 14:53 -03 | Atualizado 21/02/2017 11:38 -03
TANG CHHIN SOTHY via Getty Images

Angelina Jolie movimentou as manchetes quando foi anunciado o divórcio entre ela e Brad Pitt, em setembro de 2016. Desde então, a atriz tem aproveitado o silêncio e a discrição.

Nesta segunda-feira (20), porém, ela conversou com a BBC antes do evento de lançamento do filme First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers, dirigido por ela. A cerimônia aconteceu no Camboja e foi a primeira aparição pública de Jolie com seus filhos após o rompimento do casamento.

O longa é uma adaptação do livro de mesmo nome escrito por Loung Ung e conta a história de sobrevivência da criança que foi transformada em soldado mirim durante o regime do Khmer Vermelho, no Camboja. O período que durou quatro anos resultou na morte de dois milhões de pessoas, campos de orfãos e trabalho forçado.

A relação de Jolie com o país não é recente. Maddox, seu filho mais velho, nasceu e foi adotado lá. À BBC, a diretora afirmou que conhecer o Camboja, seu povo e a sua história foi uma espécie de "despertar".

"Eu vim para este país e me apaixonei por seu povo e aprendi sua história, e ao fazê-lo entendi o quão pouco eu realmente sabia sobre o mundo. Este país, para mim foi o meu despertar. Eu sempre serei muito grato a este país, não acho que eu poderia dar tanto quanto este país me deu."

undefined
STR via Getty Images

O filme é predominantemente falado na língua Khmer local. Jolie espera que a produção ajude o resto do mundo a entender melhor os eventos que marcaram o Camboja, mas argumenta que o impacto doméstico também é prioritário.

"Eu penso que esta guerra que aconteceu há 40 anos, e o que aconteceu com essas pessoas, não foi devidamente compreendido. Espero que ajude o país a falar mais sobre isso, já que muitos dos sobreviventes sequer contaram aos seus filhos suas memórias sobre a época."

Junto com a atriz, os seus seis filhos também participaram do evento. Jolie e Maddox receberam cumprimentos do rei Norodom Sihamoni e aos presentes, ela disse palavras de agradecimento.

"Não consigo encontrar palavras para expressar o que significa para mim contar parte da história deste país. Este filme não foi feito para se concentrar nos horrores do passado, mas para comemorar a resiliência, a bondade e o talento do povo cambojano. Acima de tudo, este filme é a minha maneira de dizer obrigado ao Camboja", continuou.

"Sem o Camboja talvez nunca tivesse me tornado mãe, parte do meu coração está e sempre estará neste país e parte deste país está sempre comigo: Maddox".

Quando questionada sobre o rompimento com Brad Pitt, com quem se relacionava desde 2004, Jolie não hesitou em dizer que eles ainda eram uma família.

"Foi muito difícil. Muitas pessoas encontram-se nessa situação, toda a minha família passou por momentos difíceis, meu foco são meus filhos, nossos filhos. Nós somos e sempre seremos uma família e é assim que eu estou lidando. Eu estou lidando com a descoberta de um caminho para se certificar de que isso de alguma forma nos torna mais forte e mais próximos."

STR via Getty Images
Angelina Jolie recebe cumprimentos do rei do Camboja.

Angelina Jolie é conhecida por seu engajamento principalmente em causas sociais. A artista é uma enviada especial das Nações Unidas quando se trata de questões de refugiados.

Recentemente, ela escreveu no New York Times uma coluna em que criticava as medidas anti-imigração do presidente americano Donald Trump.

À BBC, ela disse que acredita que o povo americano é "maior do que qualquer presidente".

"Eu acredito que muitas das coisas que nós estamos ouvindo são baseadas em uma sensação de espalhar o medo ou o ódio ou de dividir povos pela raça. Neste momento eu acho que o que é surpreendente é que estamos vendo pessoas de todo o mundo começarem a falar por suas liberdades e direitos civis e pelo que sentem."

TANG CHHIN SOTHY via Getty Images
Angelina Jolie participa de evento no Camboja.

Angelina Jolie em campo de refugiados