ENTRETENIMENTO

Se Britney sobreviveu muito bem a 2007, você consegue sobreviver a 2017

Há 10 anos, a 'princesa do pop' vivia um dos momentos mais conturbados de sua carreira

16/02/2017 19:37 -02 | Atualizado 17/02/2017 10:31 -02
Montagem/Twitter/Getty Images

Uma das comunidades do Orkut mais famosas no Brasil tinha como título a afirmação: Se Britney Spears conseguiu sobreviver a 2007, você consegue sobreviver a este dia. Sim, há 10 anos a cantora vivia o auge de uma crise amplamente explorada pela mídia.

Reprodução/Twitter
Uma das comunidades de maior sucesso no Brasil lembrava o ano em que Britney Spears teve um surto em público.

Mais especificamente em 16 de fevereiro daquele ano, ela entrou em um salão de beleza na Califórnia pedindo para que raspassem seus cabelos. Ao ter o pedido negado, ela mesma fez o corte, sob os flashes dos paparazzis. Na sequência, seguiu para um estúdio de tatuagem onde marcou a pele duas vezes.

Naquele estranho dia, a cantora ainda quebrou vidros de carros com um guarda-chuva, agrediu fotógrafos e repórteres. Estava claro que ela precisava de ajuda e privacidade. Fama, pressão, desilusões amorosas e consumo abusivo de drogas talvez expliquem o declínio psicológico da "princesa do pop" naquele período.

Mesmo enfrentando uma forte crise pessoal e profissional, Britney lançou o disco Blackout, elogiado pelos fãs, mas cuja apresentação no Video Music Awards (VMA), da MTV, ficou marcado como um outro vexame em sua trajetória. Na época, muito se falou sobre a aparência da cantora e a performance mal executada.

Os problemas se cessaram ao longo de 2007. A cantora foi internada mais de uma vez em clínicas psiquiátricas, perdeu a guarda dos filhos e teve problemas com a polícia. Muitos acreditavam que, naquele ano, o pior aconteceria à cantora.

Em 2008, no entanto, Britney começou a dar a volta por cima.

Homenageada no VMA, ela apareceu em público com uma aparência mais equilibrada. Deixou de consumir bebida alcoólica e lançou o álbum Circus (2008), que traz Womanizer, um dos maiores hits de sua carreira. Na sequência, lançou Fatale (2011), Britney Jean (2013) e Glory (2016).

Com a saúde mental em dia, ela foi também jurada do reality musical X-Factor, lançou diferentes perfumes e, desde 2013, tem um show fixo em Las Vegas. No ano passado, a cantora colocou um símbólico ponto final na fase sombria de sua vida pública com uma grande performance justamente no VMA, da MTV.

Na último final de semana, durante o Grammy, o episódio do surto de Britney foi alvo de piada de outra popstar. No tapete vermelho da premiação, Katy Perry foi questionada sobre seu novo visual (a cantora agora está loira)."Acho que esta é a última cor que eu ainda não tinha usado. Agora só falta raspar a cabeça, mas estou guardando isso para um colapso público", afirmou.

Por coincidência ou não, após a repercussão das piadas, Britney Spears postou em suas redes sociais um verso bíblico, considerado pelos seguidores como uma resposta à Katy.

Her mouth speaks from that which fills her heart ❤️ Luke 6:45

Uma publicação compartilhada por Britney Spears (@britneyspears) em

Sua boca fala do que seu coração está cheio.

Polêmicas à parte, Britney Spears deu a volta por cima, tem os novamente filhos ao seu lado, além de uma legião de fãs fiéis, que a defendem com unhas e dentes – esteja ela na condição que estiver.

39 celebridades que se abriram sobre seus abortos espontâneos para dar apoio a outras mulheres