MULHERES

A escritora Carolina de Jesus ganhou uma linda homenagem da Turma da Mônica

Ação integra projeto Donas da Rua.

14/02/2017 10:11 -02 | Atualizado 14/02/2017 12:58 -02

A página da Turma da Mônica no Facebook prestou nesta segunda-feira (13) uma bonita homenagem à Carolina de Jesus (1914-1977). O post lembra os 40 anos de morte de uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil.

Moradora da favela do Canindé, zona norte de São Paulo, Carolina trabalhava como catadora e registrava o cotidiano da comunidade em cadernos encontrados no lixo. No final da década de 1950, foram encontrados mais de 20 diários da escritora.

Um desses cadernos deu origem ao livro Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada, que foi recusado por diferentes editoras, sendo publicado somente em 1960.

O relato cru e em primeira pessoa da escritora nascida em Sacramento, Minas Gerais, marcou a história da literatura nacional. Após o lançamento, o livro teve mais três edições, foi traduzido para 13 idiomas e vendido em mais de 40 países.

"Conhecer e honrar as guerreiras do passado é uma das formas de cultivar um futuro mais justo para as meninas. E nesse quesito, não temos nem o que dizer sobre Carolina de Jesus. Dona da Rua nata!", anuncia a publicação.

A homenagem da Turma da Mônica à escritora integra o projeto Donas da Rua, lançado no ano passado em em parceria com a ONU Mulheres e lançado no ano passado. A ideia é reforçar a autoestima de meninas de todo o Brasil a defesa de seus direitos.

No post, a personagem Bonga é quem representa Carolina de Jesus.

Veja a publicação na íntegra:

Além de Carolina, outras grandes mulheres da história do Brasil e do mundo já foram homenageadas na página da turminha de Mauricio de Sousa. Entre elas está Kathrine Switzer, a primeira mulher a participar da Maratona de Boston, em 1967, época em que quaisquer provas de rua do país eram integradas apenas por homens.

E também a professora Dorina Nowill (1919-2010), pedagoga cega e uma das maiores ativistas pela inclusão de pessoas com deficiência visual no Brasil.

Para acompanhar as homenagens da página, basta seguir a hashtag #DonasdaRua.

12 quadrinhos brasileiros que mostram como estamos ARRASANDO nesta arte