ENTRETENIMENTO

Ele chamou Ludmilla de 'macaca' e foi demitido. Mas já conseguiu outro emprego

O apresentador Marcão do Povo fechou contrato com o SBT.

13/02/2017 18:51 -02 | Atualizado 13/02/2017 19:24 -02
Lourival Ribeiro/SBT

Lembra do apresentador que resolveu usar o termo "macaco" para se referir a uma pessoa? Pois é. Aconteceu.

Marcão do Povo, como é conhecido o jornalista Marcos Paulo Ribeiro, foi demitido da RecordTV após o usar o termo para chamar a cantora Ludmilla de "pobre e macaca".

Mas nesta segunda-feira (13), o SBT anunciou que ele acabou de assinar o contrato com a emissora. O SBT ainda não divulgou qual será o novo programa do apresentador.

Na Record, Marcão liderava a versão brasiliense do programa Balanço Geral e a afirmação sobre a cantora foi feita durante o quadro "A Hora da Venenosa".

Ludmilla disse que entraria na Justiça contra o apresentador, que argumentou que a frase foi divulgada "fora de contexto".

"Como é público e notório, eu sou de uma cidade do interior do Tocantins, aonde cresci e desenvolvi diversos costumes, dentre os quais alguns vícios de linguagem. A expressão citada pela reportagem é uma delas: em nenhum momento quis ofender a cantora por sua cor. O termo 'macaco' é utilizado no Centro-Oeste sem teor pejorativo. Por exemplo: é bastante comum ver pessoas dizendo que 'fulano é macaco velho', pois já tem certa vivência em determinada coisa. É a mesma situação presente no vídeo, com a simples mudança do adjetivo que acompanha o termo. A acusação de racismo não procede. Minha carreira é marcada por respeito a todos, independente de cor, raça, credo ou qualquer outra coisa."