MULHERES

Apresentação de Beyoncé no Grammy 2017 foi uma ode à força feminina

Grávida de gêmeos, cantora homenageou a maternidade

13/02/2017 08:42 -02 | Atualizado 13/02/2017 10:32 -02
Lucy Nicholson / Reuters

Beyoncé pode até não ter levado a maioria das estatuetas que concorria no Grammy Awards 2017, mas foi ela quem fez a apresentação mais tocante e empoderada da premiação.

Como não poderia ser diferente, a apresentação de Beyoncé era um dos momentos mais aguardados do Grammy, já que seria o primeiro show da cantora após anunciar a gravidez de gêmeos.

E Beyoncé não deixo a desejar em nenhum quesito. Apresentada pela própria mãe Tina Knowles, a cantora deu as caras na cerimônia direto do palco. Com uma roupa quase sacra, usando uma coroa reluzente e longo véu, Beyoncé fez questão de deixar a barriga em evidência.

A cantora escolheu interpretar Love Drought e Sandclastles, músicas de Lemonade, álbum que tem forte teor político e fala sobre empoderamento das mulheres e das raízes negras da cantora. "Você se lembra quando nasceu?", perguntou Beyoncé, introduzindo sua performance.

Beyoncé fez um show diferente do que está acostumada. Sem grandes performances e rodeada por mulheres em toda a apresentação, Bey cantou sobre mulheres para as mulheres.

A força feminina e a maternidade foram tecidos em todas as partes da apresentação, com referências em quase todos os detalhes que dominaram o medley.

Beyoncé finaliza o show com a frase "Se vamos curar, que seja glorioso", uma clara mensagem de força a todas as mulheres que lutam por seus direitos e pela igualdade.

A cantora venceu as categorias de Melhor Álbum Urbano Contemporâneo por Lemonade e Melhor Clipe por Formation.

Sua performance foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais:

Melhores momentos do Grammy 2017