MUNDO

'Quando a democracia vacila em outros lugares, devemos ser firmes', diz novo presidente da Alemanha

Frank-Walter Steinmeier era o candidato da chanceler Angela Merkel.

12/02/2017 19:28 -02 | Atualizado 12/02/2017 19:32 -02
Getty Images
Frank-Walter Steinmeier foi indicado pela chanceler Angela Merkel

(ANSA) - O ex-ministro das Relações Exteriores da Alemanha Frank-Walter Steinmeier, de 61 anos, foi eleito neste domingo (12) como novo presidente da República.

Em pleito realizado pela Assembleia Federal, órgão cuja única função é escolher o chefe de Estado, Steinmeier recebeu 931 votos e sucederá o atual presidente Joachim Gauck. O colegiado é formado pelos 630 deputados do Parlamento e por 630 representantes estaduais, totalizando 1.260 delegados.

O ex-ministro havia sido indicado pela chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e contou com o apoio de todos os partidos que formam a base aliada.

Steinmeier pertence ao Partido Social-Democrata (SPD), que, sob a liderança do ex-presidente do Parlamento Europeu Martin Schulz, apareceu recentemente na frente da União Democrata-Cristã (CDU), comandada por Merkel, nas pesquisas de intenção de voto para as eleições legislativas do próximo mês de setembro.

De perfil conciliador, o ex-ministro terá mandato de cinco anos como 12º presidente da Alemanha. "Precisamos ter coragem. Quando os fundamentos da democracia vacilam em outros lugares, então nós devemos permanecer firmes nesses fundamentos", disse o novo chefe de Estado em seu primeiro discurso.

Leia mais notícias em ANSA

Os protestos contra decreto de Trump sobre imigrantes