NOTÍCIAS

Em briga por herança, pai mata a própria filha

“Ele sempre foi uma pessoa muito egoísta, interesseira, pensando sempre nele”, alertou a filha, em vídeo publicado em agosto do ano passado.

12/02/2017 12:42 -02 | Atualizado 12/02/2017 18:48 -02
Montagem/Reprodução/Facebook

Uma mulher de 40 anos foi morta na frente de três filhos em sua casa. O suspeito pelo crime é o pai da vítima, Frederico Carneiro Soares, que está foragido.

De acordo com informações do G1, Frederico foi até a casa da filha e, no meio de uma discussão sobre herança, ele atirou na cabeça da filha. A vítima morreu no local, antes do socorro chegar.

Maira Cintra Soares já havia feito alertas sobre o comportamento do pai. Em um vídeo publicado no Facebook, em agosto do ano passado, ela relata brigas por causa da herança deixada pela mãe.

No vídeo, Maira diz que quando a mãe morreu, o pai já estava com outra mulher, mas o divórcio não tinha sido concretizado. Ela diz ainda que o pai "sempre foi egoísta e interesseiro" e que tirou ela e o irmão do convívio com a família da mãe.

Na gravação, Maira diz ainda que o pai colocou os dois irmãos em colégio interno e que o irmão, aos 16 anos, foi internado em um hospital psiquiátrico.

Segundo Maira, os desentendimentos com o pai ficaram mais intensos nos últimos anos, quando ele resolveu morar com os filhos, na casa que pertencia a mãe deles. Ela afirma que o pai começou a mal tratar os filhos para que eles deixassem a casa.

Maira deixa quatro filhos.