ENTRETENIMENTO

Você tem pelo menos 6 ótimos motivos para assistir à 'Estrelas Além do Tempo'

Filme indicado ao Oscar narra história de calculistas negras da NASA.

06/02/2017 18:06 -02 | Atualizado 06/02/2017 22:37 -02

O filme Estrelas Além do Tempo está em cartaz em salas de cinema de todo o Brasil. E você tem pelo menos 6 bons motivos para assisti-lo o quanto antes. Quer saber quais?

1. A história edificante

O filme é baseado em uma história real. A trama acompanha a trajetória de três mulheres negras especialistas em cálculos complexos que desafiaram a segregação e o machismo dentro da NASA, a agência espacial dos EUA. Katherine Johnson, Mary Jackson e Dorothy Vaughan foram fundamentais na corrida especial americana. Foram elas as responsáveis pelos cálculos que levaram o astronauta John Glenn a orbitar ao redor da Terra, em 1962 - durante a Guerra Fria.

2. O elenco afinado

É difícil não simpatizar pelo trio de amigas pioneiras na telona. A protagonista Katherine, prodígio da matemática desde a infância, é interpretada por Taraji P. Henson. Mary, que luta para se tornar a primeira engenheira negra na história da NASA, é vivida pela cantora Janelle Monáe. Já a experiente Dorothy, que precisa afirmar ainda mais sua inteligência e competência após a chegada de um computador da IBM, é encarnada pela vencedora do Oscar Octavia Spencer.

3. A narrativa longe de estereótipos

Em tempos de fortes discussões sobre representatividade negra na mídia, Estrelas Além do Tempo surge como um sopro de otimismo vindo de Hollywood. O filme mostra uma narrativa de personagens negros inédita na história dos blockbusters. Esqueça a barraqueira, a matriarca carinhosa, a cozinheira de mãos cheias ou ainda a gostosona-arrasa-quarteirão - estereótipos comuns para mulheres negras no cinema hollywoodiano. Na trama, o que se vê são mulheres com personalidades distintas enfrentando com afinco o descrédito de colegas e superiores brancos no ambiente de trabalho.

4. O olhar sobre a tensão racial

A trama se passa principalmente na década de 60, auge da segregação racial nos EUA. E um de seus pontos positivos é mostrar o preconceito racial de uma perspectiva bem próxima do espectador. Quer um exemplo? Pense num dia de expediente comum em seu trabalho. Agora, imagine que o banheiro que você usa não existe mais. Ou melhor, existe, mas agora para usá-lo você precisa andar alguns bons quarteirões. Imaginou? Pois bem, Katherine, Mary Jackson e Dorothy tinham que enfrentar esse tipo de situação simplesmente porque eram negras.

5. A trilha sonora de Pharrell

Outro ponto alto de Estrelas Além do Tempo é a trilha sonora. Quem assina é Pharrell Williams, um dos expoentes da música negra americana na atualidade. Composta por canções originais de parceiros da cena, incluindo Mary J. Blige, Alicia Keys e a própria Janelle Monáe, a trilha dá ritmo e um colorido à história dramática das três matemáticas.

6. O desfecho

Katherine Johnson, Mary Jackson e Dorothy Vaughan enfrentaram maus bocados até alcançarem o posição profissional que almejavam e mereciam. Tudo teria sido diferente se elas não fossem mulheres. As coisas teriam sido ainda melhores se não fossem mulheres e negras. Essa reflexão é lançada de forma crua no colo do espectador. O desfecho positivo, no entanto, é daqueles que fazem sorrir ou, para os mais sensíveis, escorrer boas lágrimas. Como disse Octavia Spencer - indicada ao Oscar de Atriz Coadjuvante pela sua atuação - em entrevista ao Fantástico:

Umas das mensagens desse filme é: 'Se essas mulheres conseguiram fazer aquilo numa época de racismo e machismo, agora podemos fazer qualquer coisa'.

Vale ressaltar que Estrelas Além do Tempo também concorre à principal estatueta do Oscar 2017. A cerimônia de entrega ocorre no próximo dia 26 de fevereiro.

21 vozes negras muito especiais pelas quais somos gratos em 2016