POLÍTICA

Família Lula autoriza doação de órgãos de Marisa Letícia

Exame de Hospital Sírio-Libanês constatou que não há fluxo cerebral na ex-primeira-dama

02/02/2017 11:13 -02 | Atualizado 02/02/2017 11:26 -02
NELSON ALMEIDA via Getty Images

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva autorizou a eventual doação de órgão de sua esposa, Marisa Letícia. Um exame de Doppler transcraniano realizado na manhã desta quinta-feira (2) no Hospital Sírio-Libanês constatou que a ex-primeira-dama não tem mais fluxo cerebral, mesmo que seu coração continue batendo.

Uma postagem no perfil de Lula no Facebook informou que a família autorizou os procedimentos preparativos para a doação de órgãos. Na mensagem, o ex-presidente também agradece as manifestações de solidariedade recebidas desde que Marisa teve um AVC (acidente vascular cerebral) e foi internada no hospital, no dia 24 de janeiro.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, ainda não se pode afirmar que Marisa teve morte cerebral, pois é necessário realizar um protocolo de exames que a equipe do médico responsável Roberto Kalil Filho não deve seguir por considerar dispensável "neste caso."

Na madrugada de hoje, Kalil já havia informado que o quadro da ex-primeiro-dama tinha piorado e que era "irreversível."

Nascida em 7 de abril de 1950 em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, Marisa Letícia foi primeira-dama do Brasil entre 2003 e 2010, durante os dos mandatos de Lula.

Leia também:

- Petistas pedem força para Marisa Letícia, vítima de um AVC