NOTÍCIAS

O dia em que um grafite de Kobra foi coberto por uma imagem de Doria

25/01/2017 16:06 -02
Reprodução / Instagram

O painel do grafiteiro Eduardo Kobra na Avenida 23 de Maio, em São Paulo, amanheceu pichado com tinta cinza nesta quarta-feira (25), aniversário da cidade. . Ao lado, há um boneco com rosto do prefeito João Doria (PSDB), como se passasse a tinta.

A administração do tucano tem apagado grafites e pichações na avenida nos últimos dias. Os grafites pintados em 2014 na avenida foram cobertos com tinta cinza e a iniciativa tem causado polêmica.

A obra de Kobra, que retratava a São Paulo antiga, em preto e branco, era citada por Doria como uma das que permaneceriam na 23.

O artista é frequentemente citado pelo prefeito como um de seus grafiteiro favoritos. Há algumas semanas, Doria chegou a anunciá-lo como coordenador do programa Arte Urbana, que faria oficinas de grafite, mas Kobra o desmentiu.

"Comecei na pichação, minha origem é na periferia. Tenho vários amigos pichadores. Jamais vou me envolver com algo que seja contrário a qualquer manifestação de arte na rua. Não tenho nada a ver com isso, se não estaria indo completamente contra as minhas origens", afirmou, na ocasião.

Nesta quarta, Dória afirmou que discutirá com vereadores um projeto de lei para implementar uma "multa pesada" a pixadores. Quem não puder pagar, terá de usar tinta e pincel "para limpar a porcaria" que tenham feito, segundo o prefeito.

"São agressores, são destruidores. Não vamos fraquejar contra os pichadores. Ou mudam de profissão ou mudam de cidade", disse o tucano após evento do programa Marginal Segura.

Guerra do spray

O combate à pichação integra o projeto de zeladoria do tucano, batizado de Cidade Linda. Doria anunciou a criação de um "grafitódromo", área da cidade onde o grafite será autorizado. No entendimento dele, "não pode a cidade inteira estar grafitada".

Como resposta à iniciativa da prefeitura, têm surgido mensagens de protesto nas ruas da cidade.

Na noite desta terça (24), muros do estádio do Pacaembu foram pichados formando a expressão "Chora, Doria". Na 23 de Maio, o grafiteiro Iaco escreveu "respeito" e "Doria" 12 vezes em sequência. Ambas as mensagens foram apagada em poucas horas.

Também na 23, a frase "Se sua vida não tem cor, não desbote a nossa"foi escrita no muro debaixo de um viaduto.

LEIA TAMBÉM

- 'Não pode a cidade inteira estar grafitada', diz João Doria

- Doria assina decreto que permite retirar cobertores de pessoas em situação de rua

- 'Tem que melhorar', diz Doria após testar calçadas em cadeira de rodas