NOTÍCIAS

Petistas pedem força para Marisa Letícia, vítima de um AVC

24/01/2017 19:05 -02
NELSON ALMEIDA via Getty Images
The wife of Brazilian former president Luiz Inacio Lula da Silva, Marisa Leticia, is pictured at a polling station during the municipal elections' first round at a school in Sao Bernardo do Campo, 25 km south of Sao Paulo, Brazil, on October 2, 2016. Brazilians furious at recession and corruption voted Sunday in municipal elections amid heightened security after a series of murders of candidates. Among the first to cast his ballot in the financial capital Sao Paulo was Brazilian President Michel Temer from the center-left PMDB party, who took over the presidency in August after turning on his former leftist ally Dilma Rousseff and helping to force her from the top job in an impeachment vote. / AFP / NELSON ALMEIDA (Photo credit should read NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)

Petistas têm usado a #forçadonamarisa para pedir apoio para a ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) nesta terça-feira (24).

A esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ela passou mal no apartamento em que mora em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Lula divulgou uma mensagem de apoio para a esposa, de 66 anos, nas redes sociais. A mensagem diz que "estamos torcendo muito para que ela se recupere logo".

O líder do PT no Senado, senador Humberto Costa (PE) desejou uma recuperação rápida.

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) também demonstrou apoio.

Assim como o vereador de São Paulo, Eduardo Suplicy (PT). O nome de Marisa é um dos assuntos mais comentados do Twitter.

O presidente do PT, Rui Falcão, também compartilhou a mensagem de Lula.

O estado de saúde dela é considerado gravíssimo e ela está sendo submetida a um cateterismo cerebral, procedimento cirúrgico que tenta estancar o sangramento no cérebro.

O médico cardiologista Roberto Kalil, que atende a família do ex-presidente, classificou o caso como "delicado". "O estado é grave. E não há previsão de conclusão da cirurgia", afirmou a jornalistas.

De acordo com ele, houve rompimento de um aneurisma, o que provocou sangramento no cérebro e Marisa foi submetida a um cateterismo. Os médicos tentam estancar o sangue, enquanto fazem uma exame para avaliar a gravidade do sangramento e eventuais sequelas.

De acordo com o jornalista Claudio Júlio Tognolli, membro do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, o laudo da tomografia mostra que a recuperação de Marisa será lenta e que ela pode ter dificuldades para voltar a andar.

LEIA TAMBÉM

- Relação com a Odebrecht faz Lula ser é denunciado pela 3ª vez na Lava Jato

- Quais as convicções dos procuradores e por que a defesa de Lula diz que faltam provas

- Lula ataca concursados e internet não deixa passar em branco