NOTÍCIAS

Empresa que treinou pastor alemão para 'Quatro Vidas de Um Cachorro' diz que vídeo de maus-tratos foi 'falsamente editado'

24/01/2017 12:29 -02 | Atualizado 24/01/2017 12:29 -02
Reprodução/TMZ

A Birds And Animals Unlimited, empresa responsável pelo treinamento do Hercules, cachorro que protagonizou um vídeo de maus-tratos durante a gravação de "A Dog's Purpose" (ou "Quatro Vidas de um Cachorro"), divulgou uma nota na última segunda-feira (23) afirmando que o vídeo "foi falsamente editada".

Na semana passada, o site TMZ divulgou um vídeo em que mostra Hercules, um pastor alemão de dois anos, aterrorizado por ter de entrar na água. Apesar de ele parecer desconfortável com a situação, ele é forçado a entrar na água e, em outra parte do vídeo, o cachorro aparece se afogando e pessoas gritam para acudi-lo.

O vídeo, feito dentro do set de filmagem, teve uma grande repercussão negativa nas redes sociais em todo o mundo. Pessoas e ONGs de defesa dos animais, como o PETA, fizeram uma campanha de boicote ao filme.

No último dia 20, o estúdio Universal Pictures e a produtora Amblin Entertainment decidiram cancelar a estreia do filme, marcada anteriormente para o dia 26 de janeiro.

Ontem (23), a empresa responsável por Hercules contestou as informações divulgadas pela imprensa (a qual chamou de "difamadora") e afirmou que o vídeo foi "falsamente editado".

"Na semana passada, um vídeo falsamente editado foi publicado pela mídia. A gravação em questão mostrava um cachorro sendo forçado a entrar em uma piscina contra sua vontade e sugeria que ele ficou traumatizado como resultado. Nada disso aconteceu, isso nunca iria acontecer sob a supervisão de nossos treinadores de animais", disse a nota enviada ao The Huffington Post dos Estados Unidos.

Segundo a empresa, o que "realmente aconteceu" foi que o cachorro aparentou ficar nervoso apenas em um momento da gravação, quando mudaram o ponto da piscina em que Hercules deveria entrar na água, longe do local onde tinha sido ensaiado. "Depois de diversas tomadas bem-sucedidas ao longo do dia, foi sugerido que Hercules entrasse em outro ponto da piscina. Assim que a câmera foi ligada, o treinador que estava dentro da água começou a chamar o cachorro. Rapidamente se tornou aparente que Hercules não queria entrar na água daquele ponto."

A nota acrescenta que em menos de um minuto de Hercules insistir não entrar na água daquele ponto, o plano foi abandonado e o cachorro voltou ao ponto em que foi ensaiado, "e ele fez muito feliz."

Sobre as pessoas que falam "apenas jogue ele na água" no vídeo divulgado, a empresa diz que havia muitas pessoas na gravação e que a frase não foi dita por nenhum responsável por Hercules.

A nota ainda explica a segunda tomada do vídeo, em que Hercules fica submerso na água e pessoas gritam por socorro. "Enquanto ele nadava, a corrente da água levou ele mais perto da parede, mais do que tinha levado anteriormente. Quando o cachorro chegou à parede, ele ficou brevemente submerso e o mergulhador imediatamente o empurrou para a superfície. Os treinadores tiraram ele da água. Hercules tirou o excesso de água com uma sacudida e balançou o rabo."

A nota acrescenta que todas as filmagens foram acompanhadas pela America Humane Representative, que aprovou e documentou cada tomada, até mesmo quando Hercules estava na água. "Estavam presentes dois treinadores ao lado da piscina, um treinador dentro da água, um salva-vidas e um dublê", disse a empresa.

"O dia anterior à cena que foi filmada, Hercules e seu treinador ensaiaram diversas vezes na mesma piscina com segurança e equipe de apoio para criar uma certa familiaridade com a cena e afastar qualquer possibilidade de risco ao animal", disse a empresa, que concluiu a nota afirmando que vai rever as filmagens.

Não foi divulgada uma nova data para a estreia do filme.

LEIA MAIS:

- Após vídeo de maus-tratos a cão, pré-estreia de 'Quatro Vidas de Um Cachorro' é cancelada

- PETA pede boicote ao filme 'Quatro Vidas e Um Cachorro' após vídeo de maus-tratos com um pastor alemão