NOTÍCIAS

Curitiba faz blitz em pedestres e população fica indignada

24/01/2017 16:42 -02
Montagem / Facebook / Twitter

A prefeitura de Curitiba iniciou na última quinta-feira (19) a chamada "Balada Protegida", uma espécie de blitz para pedestres. Quem estava com o índice de álcool dentro dos padrões aceitáveis pela legislação recebeu uma pulseira na cor verde. Os que ultrapassaram o limite ganharam pulseiras vermelhas.

Guardas municipais abordaram frequentadores de bares na região do Batel para que as pessoas fizessem o teste do bafômetro. Ninguém era obrigado a assoprar.

O trabalho aconteceu das 20h de quinta-feira às 2h de sexta-feira (20), na Avenida Vicente Machado.

De acordo com a prefeitura, entre as 26 pessoas que participaram do teste, 14 eram mulheres com idade média de 24 anos e 12% recebeu a pulseira verde. Os 12 homens tinham idade média de 31 anos e 33% ganhou pulseira verde.

Nas redes sociais, a iniciativa foi alvo de críticas, muitas direcionadas ao prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PTN).

Nos comentários da página da prefeitura no Facebook, curitibanos reclamaram também da falta de segurança em outras áreas da cidade e do custo da operação.

Apoiado pelo governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), na campanha do ano passado, Greca chegou a afirmar que "vomitou ao sentir o cheiro de um pobre" durante sabatina em setembro na PUC do Paraná.

"Eu coordenei o albergue Casa dos Pobres São João Batista, aqui do lado da Rua Piquiri, para a igreja católica durante 20 anos. E no convívio com as irmãs de caridade, eu nunca cuidei dos pobres. Eu não sou São Francisco de Assis. Até porque a primeira vez que eu tentei carregar um pobre no meu carro eu vomitei por causa do cheiro", disse.

Ele pediu desculpas dias depois.

Ação Educativa

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, o objetivo da iniciativa é educar os moradores sobre os riscos de dirigir sob o efeito de álcool e os valores de multa e outras penalidades previstas na legislação.

Na primeira operação, foram distribuídos 1.200 folders sobre os riscos de dirigir embriagado. A ação também será feita em outros endereços da cidade. Os administradores regionais estão mapeando as áreas consideradas mais críticas dos bairros.

A operação contou com a participação de 50 pessoas da Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), Secretaria Municipal da Defesa Social, Secretaria Municipal de Urbanismo, e Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Foram empregadas três viatura e uma van da Guarda Municipal, duas viaturas do Grupo de Operações Especiais (GOE) e três carros da Setran.

LEIA TAMBÉM

- De férias em Natal, curitibana descobre que sua foto ilustra carrinho de crepe

- Palco de tragédia, colégio em Curitiba é desocupado após morte de estudante

- Moro é aplaudido por eleitores durante votação em Curitiba