MULHERES

País com menor desigualdade de gênero, a Islândia está chocada com a morte desta jovem

23/01/2017 15:49 -02 | Atualizado 23/01/2017 15:49 -02
Montagem / Facebook / Twitter

Um dos países com menor número de assassinatos e considerado pelo Fórum Econômico Mundial como a nação com menor desigualdade de gênero, a Islândia foi cenário de um caso que chocou a população: a morte de uma jovem de 20 anos.

O corpo de Birna Brjansdottir foi encontrado neste domingo (22) na praia de Reiquiavique, no sul do país com cerca de 330 mil habitantes. A polícia acredita que o caso se trata de um assassinato e dois suspeitos foram detidos.

A jovem está desaparecida desde 14 de janeiro. Imagens de câmaras de vigilância mostram ela caminhando no centro da cidade por volta das cinco da manhã.

O corpo foi encontrado após intensas buscas que envolveram cerca de 750 voluntários em uma área de 7 mil quilômetros. Foi a maior operação de resgate na história do país, de acordo com a imprensa local.

O caso também causou comoção nas redes sociais.

Após assistir o vídeo, a polícia localizou um carro vermelho que aparece próximo a onde a jovem desapareceu. Dentro do veículo havia manchas de sangue com o DNA da vítima, mas a causa da morte ainda não foi confirmada.

Os homens suspeitos de envolvimento no crime são marinheiros na faixa dos 20 anos. De acordo com a polícia, Birna não os conhecia.

Criminalidade quase zero

Segundo o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC ), entre os anos de 1999 e 2009, a taxa de homicídios na Islândia nunca foi mais alta que 1,8 por 100 mil habitantes.

Nos Estados Unidos, o número foi de 5 a 5,8 casos para cada 100 mil habitantes neste período e no Brasil a taxa anual é de 23 homicídios a cada 100 mil habitantes.

No país europeu, a maioria dos agentes de segurança não anda armada na rua e a primeira vez em que a polícia matou um suspeito em uma operação foi em 2013.

De acordo com o relatório com dados de gênero de 2016 do Fórum Econômico Mundial, a Islândia é o país com na melhor situação, com índice de 0,874.

Quanto mais próximo de 1, maior a igualdade de gênero. Na lista, o Brasil aparece em 79º posição. O levantamento inclui 144 países.

LEIA TAMBÉM

- De fora das grades: a dor das mulheres na porta dos presídios

- O discurso de Angela Davis na 'Marcha das Mulheres' e a resistência contra Trump

- Ministro do STF suspende punição a juíza que deixou garota presa com 30 homens