NOTÍCIAS
17/01/2017 16:36 -02

Em Davos, presidente do Banco Central e ministro da Fazenda defendem reformas que tramitam no Congresso

José Cruz/Agência Brasil

O presidente Michel Temer escalou o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, para defender e pedir agilidade nas reformas que o governo tem encampado. A principal é a reforma da Previdência, mas também entra no pacote a reforma trabalhista.

O presidente do Banco Central reforçou que são necessárias medidas além da política econômica para que o País retome o crescimento. Na semana passada, o Conselho de Política Monetária (Copom) anunciou a queda na taxa básica de juros, como medida para aquecer a economia.

Segundo ele, tão importante quanto medidas como a redução da taxa selic e o jeito que o País guia as contas públicas são as reformas que estão sendo implementadas.

Ele ressaltou a reforma da Previdência como crucial para tirar o País do vermelho. Essas alterações estruturais são, ao seu ver, essenciais para aumentar a produtividade e diminuir a inflação.

Em Davos, Meirelles ressaltou que os empresários têm reagido bem as reformas. Afirmou ainda que os investidores ficaram impressionados com a facilidade com que o governo tem de aproar medidas no Congresso. Disse ainda que ninguém tem questionado se há dúvidas sobre Temer cumprir todo o mandato.

LEIA TAMBÉM:

- Um iPhone na Venezuela chega a custar o equivalente a R$ 315 mil

- Site de supermercado vende cervejas, vinhos e destilados com até 50% de desconto