NOTÍCIAS

Estas empresas estão juntas para lançar uma coleção só de bonecas negras

16/01/2017 12:46 -02

O setor de brinquedos ainda anda em passos largos quando o assunto é representatividade negra. Apesar de a população brasileira ser maioria preta ou parda (54%, de acordo com o IBGE), o que se vê nas prateleiras das lojas de brinquedos é completamento o inverso: bonecas brancas, loiras e de olhos claros. E é exatamente esta distorção que a Ri Happy e Estrela querem começar a mudar.

Em parceria com o Baobá, Fundo para equidade racial, as empresas desenvolveram uma coleção exclusiva com apenas bonecas negras. Chamada de "Adunni", que em nígero-congolês Yorubá significa “a doçura chegou ao lar”, a coleção traz três bonecas com influência de elementos de origem afro-brasileira. Duas são Fashion Doll e a outra é bebê.

“Essa iniciativa demonstra a quebra de preconceitos, pois desde cedo as crianças aprendem a importância do respeito às diferenças na escola e entre os amigos", disse o o diretor de Assuntos Corporativos da Ri Happy, Palmarino Neto. "Cabe a nós, do mercado de brinquedos, fornecermos esse exemplo e apoiar a causa da diversidade."

Além da representatividade, a Ri Happy também doará um percentual do valor de cada boneca vendida para o fundo Baobá. "É fundamental enxergar a beleza em todos os tons de pele, e todas as crianças poderem se identificar com suas bonecas", acrescentou Palmarino Neto.

A coleção já começou a ser vendida nas lojas físicas e no site da Ri Happy. As bonecas custam entre R$ 79,99 e R$ 89,99. Veja abaixo fotos da coleção:

boneca1

boneca

boneca negra

LEIA MAIS:

- Kerry James Marshall é o pintor que traduz a força da cultura negra em telas

- As bonecas preferidas de Titi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, são retratos dela mesma