NOTÍCIAS

Donald Trump retruca Meryl Streep no Globo de Ouro: 'Atriz super-estimada'

09/01/2017 11:52 -02 | Atualizado 09/01/2017 11:52 -02
Montagem/Reuters

Após o crítico discurso de Meryl Streep, vencedora do prêmio Cecil B. DeMille do Globo de Ouro pelo conjunto da obra, o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, resolveu reagir.

Streep enalteceu a presença dos estrangeiros nos Estados Unidos:

Hollywood está cheia de gente de fora e estrangeiros e se você enxotá-los todos, você não terá nada mais para assistir além de futebol e artes marciais — que não são artes.

A atriz também lamentou que "a pessoa que vai sentar no assento mais respeitado" do país imitou um jornalista com deficiência em 2015.

"Isso partiu meu coração, quando eu assisti, e até hoje não consigo tirar isso da cabeça. Porque não era um filme; era vida real", argumentou.

Na manhã desta segunda-feira (9), o republicano usou o Twitter para responder às críticas. Ele tachou Streep de "criada de Hillary [Clinton, democrata que concorreu com ele à Casa Branca]" e alfinetou que ela é "uma das mais super-estimadas atrizes de Hollywood".

"Meryl Streep, uma das mais super-estimadas atrizes de Hollywood, nem me conhece, mas me atacou noite passada no Globo de Ouro."

"Ela é uma criada da Hillary que perdeu feio. Pela 100ª vez, eu não tirei sarro de um repórter deficiente (nunca faria isso), mas simplesmente mostrei a ele..."

"Que ele mudou completamente a história de um adolescente de 16 anos que ele escreveu para me fazer parecer mau. Essa mídia é muito desonesta!"

Ao New York Times, Trump acrescentou que não estava surpreso que ele ficou sob ataque das "pessoas liberais do cinema".

Meryl Streep, de 67 anos, já venceu o Globo de Ouro 8 vezes e é a atriz campeã de indicações ao Oscar: foram 19 nomeações no total. Ela já venceu duas vezes a premiação da Academia: como melhor atriz, por Escolha de Sophia (1982), e melhor atriz coadjuvante, em Kramer vs. Kramer (1979).

LEIA MAIS:

- Viola Davis vence Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante por 'Cercas'

- Globo de Ouro 2017: O prêmio de Tracee Ellis Ross e o discurso que todos deveriam ouvir