NOTÍCIAS

Nova rebelião em presídio de Manaus deixa 4 mortos

08/01/2017 10:52 -02
Mario Tama via Getty Images
MANAUS, BRAZIL - FEBRUARY 17: Inmates stand in the Anisio Jobim penitentiary complex on February 17, 2016 in Manaus, Brazil. The men's section of the prison holds over 1,200 inmates, more than twice as many as it was designed for. Brazil now holds the fourth-largest prison population in the world, behind the U.S., Russia and China, with the number of Brazilians behind bars nearly doubling in the past decade. The prison system currently holds more than 600,000 inmates, 61 percent over capacity, according to Human Rights Watch. (Photo by Mario Tama/Getty Images)

Quatro pessoas foram mortas durante uma rebelião neste domingo (8) na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, em Manaus. Ela aconteceu uma semana depois da rebelião no Complexo Prisional Anísio Jobim, também em Manaus, que deixou 56 mortos.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a movimentação dos presos começou por volta das 1h da manhã, horário local, e ainda não se sabe se foi motivada por uma briga entre facções.

A rebelião acabou por volta das 6h e a situação está "totalmente controlada", garantiu o secretário de Administração Penitenciária do estado, Pedro Florêncio.

Dos mortos, três foram decapitados. Conforme o G1 informou, equipes do Instituto Médico Legal (IML) ainda não identificaram os mortos. A Polícia Militar está fazendo a contagem dos presos.

Ainda na madrugada, familiares dos presos esperavam por respostas em frente à cadeia. Detentos chegaram a informar parentes sobre a rebelião por mensagens de texto.

LEIA MAIS:

- Ministro: com aumento de imposto, governo resolve crise prisional

- Secretário de Temer que defendeu mais chacinas em cadeia pede exoneração