MUNDO
04/01/2017 15:02 -02

Índia tem abuso sexual em massa no ano novo e a culpa 'é das mulheres'

A virada de ano na Índia foi marcada por uma série de abusos sexuais em Bangalore, uma das maiores cidades do estado, e a culpa, segundo o ministro do estado de Karnataka G. Parmeshwara, é da vítima.

Além de naturalizar os abusos ao dizer que esse tipo de acontece, à agência de notícia ANI, ele afirmou que o abuso é consequência da disseminação do estilo de vida ocidental.

“Em eventos como a passagem de ano… há mulheres que são assediadas e maltratadas. Este tipo de coisas realmente acontecem. As jovens tentaram copiar os ocidentais, não apenas em relação à mentalidade, mas até no vestuário.”

Ele disse ainda que não poderia fazer com que as pessoas se vestissem como “Kannadigas”, em referência a cultura local dominante.

Segundo a mídia local, as mulheres eram pressionadas no meio da multidão e os homens passavam as mãos nelas.

Ao The Guardian, uma pessoa que testemunhou os fatos contou que viu mulheres sendo molestadas no meio da multidão procurando lugares para se esconder onde não seriam atacadas.

“Os atos eram desunamos. (…) Haviam pessoas que estavam agindo como se estivessem ajudando, mas estavam molestando e insultando.”

Os abusos foram confirmados em relatos no Facebook como o de Chaitali Wasnik. Ela contou que um homem tentou agarra-la enquanto ela estava voltando para casa do trabalho. Segundo ela, o homem foi com muita certeza com o pensamento de que ela era uma mulher assustada e ele estava bêbado. Ela, então, murros e pontapés até que ele a soltou. Cerca de 15 pessoas tentaram impedí-la e o homem dizia que não tinha feito nada e era inocente.

LEIA TAMBÉM:

- Vamos enfrentar o feminicídio no Brasil em 2017

- 'Causa da mulher não é prioridade do Estado', diz promotora sobre feminicídios

- Elas criaram um clipe poderoso para denunciar a violência contra mulheres sauditas