NOTÍCIAS

O que se sabe até agora sobre o atentado que deixou dezenas de mortos na Turquia

01/01/2017 10:42 -02

istanbul

Um atirador abriu fogo em uma casa noturna de Istambul, na Turquia, e deixou pelo menos 39 mortos e 65 feridos na noite de Ano-Novo, de acordo com o ministro do Interior do país, Suleyman Soylu.

"Infelizmente, pelo menos 39 de nossos cidadãos perderam suas vidas. Um era policial. Quarenta pessoas estão sendo atendidas em hospitais", disse à imprensa local o governador Vasip Sahin, no local onde fica a boate Reina, na margem europeia do estreito de Bósforo, descrevendo o ocorrido como um "ataque terrorista".

Segundo Sahin, cerca de 40 pessoas continuam internadas em hospitais da região. Muitas pessoas que celebravam o Ano-Novo se atiraram no Bósforo, em pânico, depois do ataque, e esforços foram mobilizados para resgatá-las das águas, afirmou a emissora NTV.

Entre as vítimas estavam 15 estrangeiros. Segundo a agência Anadolu, eram pessoas da Arábia Saudita, Marrocos, Líano e Líbia.

A casa noturna Reina, situada no lado europeu de Istambul e às margens do estreito de Bósforo, é um dos locais mais procurados pela juventude de classe alta turca, além de turistas e celebridades. Cerca de 700 pessoas estavam no local na hora do ataque.

O atirador

A polícia procura o autor dos disparos, que continua foragido. O governador de Istambul, Vasip Sahin, afirmou que ele agiu sozinho e classificou o caso de "ataque terrorista".

O atirador abriu fogo contra o público por volta da 1h30 do horário local (21h30 no horário de Brasília), enquanto o público comemorava a virada do ano. Ele matou um policial e um civil antes de entrar no local e começar a atirar contra os frequentadores.

"Antes que pudesse entender o que estava acontecendo, meu marido caiu sobre mim", disse a testemunha Sinem Uyanik à agência de notícias AP. "Tive que sair debaixo de vários corpos para escapar de lá. Foi aterrador."

Os primeiros relatos diziam que o atirador estaria fantasiado de Papai Noel, mas imagens de câmeras de segurança mostram o suspeito vestindo um casaco preto do lado de fora da boate.

Autoria do ataque

De acordo com a BBC, os indícios apontam para um atentado do grupo extremista Estado Islâmico (EI). A Turquia começou a realizar operações na Síria contra extremistas do EI e grupos curdos há quatro meses.

Istambul estava em estado de alerta e tinha 17 mil policiais vigiando a cidade após uma série de ataques nos últimos meses, muitos deles realizados pelo EI e militantes curdos.

Recentemente, o embaixador russo Andrei Karlov foi morto por um policial turco enquanto discursava na capital Ancara.

O autor do ataque fez um discurso sobre vingança pelo envolvimento da Rússia no conflito na cidade síria de Aleppo.

Com informações da Agência Brasil

Atentado em boate mata dezenas na Turquia

LEIA MAIS:

- Tudo o que sabemos sobre o ataque que matou um embaixador russo na Turquia

- Atentados terroristas abalam pelo menos três países africanos

- O que está acontecendo na Turquia?