MULHERES

15 anos sem Cássia Eller e 7 motivos pelos quais nunca a esqueceremos

29/12/2016 12:08 -02
Divulgação

Há exatos 15 anos, a música brasileira perdia uma de suas mais potentes e belas vozes. Cássia Eller morreu no dia 29 de dezembro de 2001, aos 39 anos, após sofrer três paradas cardíacas na clínica Santa Maria, no bairro carioca de Laranjeiras.

Para celebrar a vida de Cássia, aqui vão sete motivos pelos quais ela estará para sempre em nossas memórias – e por que essa cantora foi brilhante.

Aviso: você vai se emocionar.

  • Quando ela foi "justa antes da justiça"
    Acervo pessoal
    Pouco antes de sua morte em 2001, numa entrevista à Marie Claire, Cássia disse que gostaria de ter prova documentada de que ela e sua esposa, Maria Eugênia da Silva, já estavam casadas havia 14 anos, para resguardar os direitos da família dela. "Se me acontecer alguma coisa, meus bens têm que ir para ela e meu filho. E a guarda [de Chicão] tem que ser dela", afirmou a cantora. Sua fala na entrevista foi usada no processo judicial que deu à Eugênia a guarda do filho de ambas e dos bens deixados por Cássia. Foi o primeiro caso do tipo na história brasileira. Segundo a musicista Dora Galesso, Cássia foi "justa antes da justiça". Na foto: Chicão, Cássia e Eugênia
  • Quando ela manteve sua família unida ❤
  • Quando ela tocou para quase 100 mil pessoas no Rock in Rio 2001
  • Ela nunca teve medo de brincar com os gêneros musicais
    Divulgação
    Cássia pôs sua voz poderosa para circular pelo samba, vertentes do rock, forró, MPB clássica, ópera, blues, jazz. Ela não impunha barreiras para si – ela as rompia. Seu repertório variava desde covers de Beatles e Nirvana, até samba de Chico Buarque. A cantora conseguiu unir em seu público fãs vindo de todos esses ambientes. "Ela interpretou, de maneira geral, o seu tempo, a música de sua época", disse o crítico musical Tárik de Souza.
  • Quando ela fez um "Acústico MTV" de tirar o fôlego
  • Quando ela disse que, se tivesse um pau, "botava ele pra fora o dia inteiro"
    Luiz Dantas
    Esta fala de Cássia está na entrevista que ela concedeu à (extinta) revista de humor Bundas, em 2000. Ziraldo, fundador do veículo, perguntou à Cássia se ela tinha "vontade de ter um pau". Ela respondeu: "Toda mulher tem, não só a homossexual. Deve ser bom demais. Se eu tivesse um pau, botava ele pra fora o dia inteiro!" Embora fosse extremamente tímida, Cássia não media sinceridade em suas respostas. Ela não tinha medo de dizer suas verdades – e sua fala em destaque simboliza essa característica. No palco, ela não era tímida, era visceral e selvagem. Mas franca o tempo todo.
  • Cássia Eller + Nando Reis = ❤
    Divulgação
    O laço que unia Cássia e Nando Reis era feito de música, amizade e admiração mútua. A parceria rendeu sucessos como "Relicário", "All Star" e "O Segundo Sol". No documentário "Cássia Eller", Nando diz que, às vezes, ele trabalha em músicas que seriam perfeitas para Cássia cantar. Infelizmente, ela não está mais entre nós para trabalhar com o cantor — mas ficam vivas em nossas memórias as músicas da parceria histórica de ambos.

LEIA MAIS:

- A força feminina tem nome e sobrenome: Cássia Eller

Curta a gente no Facebook |
Siga a gente no Twitter