LGBT

Com a morte de George Michael, comunidade LGBT perde o terceiro ícone no mesmo ano

26/12/2016 10:42 -02 | Atualizado 26/12/2016 10:42 -02
Rob Verhorst via Getty Images
George Michael performs on stage, wearing a leather jacket and sunglasses, on the Faith Tour, at Ahoy, Rotterdam, Netherlands, 12th April 1988. (Photo by Rob Verhorst/Redferns)

A comunidade LGBT sofreu a terceira grande perda de um de seus ídolos neste 2016 que parece longe de terminar. Após Prince e David Bowie, neste domingo de Natal foi a vez de o cantor George Michael deixar amigos e fãs.

Um assessor comunicou a morte do cantor à imprensa ontem. Segundo ele, George Michael sofreu uma parada cardíaca. "É com grande tristeza que informo que nosso amado filho, irmão e amigo George morreu pacificamente em sua casa durante o Natal", dizia a nota.

Após anos de especulação sobre sua sexualidade, Michael se assumiu gay em abril de 1998, quando foi detido pela polícia, acusado de "conduta imoral" por estar com outro homem em um banheiro público em Beverly Hills. "Há muito tempo sou assumidamente gay. Todos que convivem comigo sabem disso", disse o cantor à época.

Como resposta à prisão, da qual ele disse ter sido uma vítima, George Michael foi à TV e falou abertamente sobre sua orientação sexual e lançou a música Outside, cujo videoclipe remetia ao episódio. No vídeo, o próprio cantor aparece vestido de policial.

A letra da música, na qual George Michael canta "let's go outside, in the sunshine" (vamos para fora, sob a luz do sol), é um verdadeiro hino à liberdade sexual e uma condenação à hipocrisia. "Sim, era eu. E daí?", afirmou o cantor em entrevistas.

Entre os amores de George Michael, estava o brasileiro estilista brasileiro Anselmo Feleppa, que ele conheceu durante o Rock in Rio de 1991. A música Jesus to a Child foi composta pelo cantor em homenagem ao ex-companheiro.

"A maior parte das pessoas pouco se importa com o que eu faço com a minha genitália. Procurei ser o mais honesto possível com os meus fãs por meio do meu trabalho".

LEIA TAMBÉM:

- Cantor britânico David Bowie morre aos 69 anos após luta contra o câncer

- Prince morreu em decorrência de overdose de opioides, diz Associated Press