VIRAL

6 ótimas dicas para sobreviver às festas de fim de ano com seus sogros

22/12/2016 16:55 -02 | Atualizado 22/12/2016 16:55 -02
Reprodução

As pessoas brincam sobre sogros intrometidos, mas a realidade é que os membros da família que se metem na nossa vida são um problema muito real para muitos casais. Essa tensão pode ser especialmente ruim durante as festas de fim de ano, quando há uma expectativa de todos se comportem como uma família grande e feliz.

Como você deve se preparar se você já está com medo de encarar seus sogros? Abaixo, terapeutas de casal compartilham algumas dicas.

1. Faça uma resolução: vocês vão aprender a se dar bem.

“As resoluções não precisam esperar até o novo ano. A verdade é que, quando você escolheu o seu cônjuge, você também escolheu seus sogros. E, tirando o divórcio, você não vai se livrar dos seus sogros tão cedo. Então, em vez de lamentar cada vez que você tem de visitá-los, faça uma resolução para aprender a se dar bem com eles. Você terá muitos anos para que isso aconteça e não precisa acertar de primeira. Mas pense em um pequeno passo (por exemplo, “este ano não vou mencionar o tio bêbado”). Com o tempo, você pode começar a perceber que não se importa com seus sogros tanto assim.”

-- Aaron Anderson, terapeuta de casais e famílias em Denver, Colorado

2. Fale abertamente com seu parceiro antes de encontrar os sogros.

“Não guarde seus medos e ansiedades para si! Fale com seu parceiro sobre como você acha que o encontro vai acontecer. Mas não reclame sobre o quanto você não gosta de seus sogros. Diga o que te preocupa e peça ajuda. Seja a respeito das suas necessidades. Você pode, por exemplo, precisar de apoio mais frequente do seu parceiro ou parceira ou ser mais pró-ativo no planejamento do encontro. Basta discutir esses assuntos com atenção.”

-- Marni Feuerman, terapeuta de casais e famílias de Boca Raton, Flórida

3. Coloque suas necessidades em primeiro lugar.

“Uma das principais razões pelas quais perdemos a paciência com os convidados, e com os sogros em particular, é a necessidade ininterrupta de entretê-los. Ter convidados, especialmente convidados da família, muitas vezes significa negligenciar as suas necessidades em nome das dos outros. Por mais que pareça que você não tem tempo de cuidar de si mesmo, não há nada mais importante quando se trata de administrar o stress e as invasões do seu espaço pessoal. Mantenha suas rotinas de exercício e saúde, tome um banho mais longo, vá para a cama cedo, separe um tempo descansar ou ler. Preste atenção ao que seu corpo precisa e encontre maneiras de priorizar suas necessidades.”

-- Alicia H. Clark, psicóloga de Washington, D.C.

4. Crie um senso de solidariedade com seu parceiro.

“Situações tensas com sogros e cônjuges são normais em casamentos, e às vezes você pode se perguntar de que lado está seu parceiro. Você e ele ou ela fazem parte de outra família há muito tempo; essa família tem suas próprias tradições e costumes. Pode começar uma guerra territorial entre parceiros e parentes, uma vez que ambas as partes querem a atenção do parceiro durante as festas. Uma maneira de acabar com a guerra é criar um senso de “nós dois” com seu parceiro, para que ambos estejam bem unidos. Isso pode significar ter que bater o pé e defender seu parceiro. Pode parecer duro, mas lentamente os pais vão se adaptar à realidade e aceitar que o casal vem em primeiro lugar. Lembre-se em que time você joga. Você é primeiro marido ou mulher, depois filho ou filha.”

-- Danielle Kepler, terapeuta em Chicago, Illinois

5. Antes da visita, respire fundo.

“Antes de ir, faça uma visualização e uma afirmação. Imagine que você está envolvido por uma armadura que irá protegê-lo de toda a energia negativa. Diga a si mesmo: ‘Estou seguro e protegido, estou seguro’. Uma vez lá, seja o mais agradável e envolvido que puder. Mantenha a atitude positiva e a energia leve. Não vale a pena desperdiçar um minuto de sua vida sentindo-se mal sobre algo que você não pode controlar.”

-- Becky Whetstone, terapeuta de casais e famílias em Little Rock, Arkansas

6. Lembre-se: é apenas temporário.

“Reuniões familiares durante as festas não faltam. Mas lembre-se, embora sejam muitas, elas são apenas temporárias. Passado o fim do ano, você vai voltar para casa e esquecer todos os aborrecimentos. E não fique remoendo o que te irritou; isso só vai provocar brigas em casa. Então apareça, sorria, volte para casa e esqueça tudo. Não deixe que seus sogros arruínem sua vida ou seu relacionamento.”

-- Aaron Anderson

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- 26 ideias de presentes criativos para você gastar até R$ 60 neste Natal

- 'Não é fácil no Natal, porque todo o mundo espera que você seja alegre'

- 16 coisas que só quem cresceu na casa de avós japoneses vai entender