NOTÍCIAS

Polícia de Berlim investiga possível ligação de terrorismo com mortes em mercado natalino

20/12/2016 08:42 -02 | Atualizado 20/12/2016 08:42 -02
REUTERS/Fabrizio Bensch

Investigadores alemães suspeitam que o motorista de um caminhão que atingiu uma multidão em um mercado de Natal em Berlim, matando 12 pessoas e ferindo 48, cometeu o ato de forma deliberada em um ataque terrorista, informou a polícia nesta terça-feira (20)

O caminhão atingiu uma multidão que estava na noite de segunda-feira (19) em uma famosa festa local aos pés da igreja memorial Kaiser Wilhelm, destruída após a Segunda Guerra Mundial, no coração da ex-Berlim Ocidental.

"Nossos investigadores estão trabalhando na suposição de que o caminhão foi deliberadamente manobrado para a multidão no mercado de Natal", informou a polícia em publicação no Twitter.

"Todas as medidas policiais relacionadas ao possível ataque terrorista na Breitscheidplatz estão seguindo a pleno vapor e com a diligência necessária".

O ato fez lembrar um ataque de julho em Nice, na França, quando um tunisiano dirigiu um caminhão de 19 toneladas ao longo da calçada da praia, atropelando pessoas que assistiam à queima de fogos no Dia da Bastilha. O ataque reivindicado pelo Estado Islâmico matou 86 pessoas.

O jornal Bild citou fontes da segurança dizendo que o suspeito no incidente em Berlim seria um homem de 23 anos do Paquistão chamado Naved B. que chegou à Alemanha há um ano. Em casos judiciais, autoridades alemães normalmente emitem uma inicial para o sobrenome, e não o sobrenome completo.

Na manhã desta terça-feira o caminhão preto ainda era visível no local do incidente e algumas velas e rosas foram colocadas na entrada de uma estação próxima. Flores eram colocadas no centro da Kurfuerstendamm, uma famosa rua comercial.

Caminhão invade feira de Natal em Berlim e fere dezenas

LEIA MAIS:

- #PrayForNice: Autoridades mundiais prestam solidariedade à França

- #PrayforNice: Homenagens ao redor do mundo lamentam mais um atentado na França