NOTÍCIAS

Revista de luxo ensina como lidar com crianças com pais presos na Lava Jato

19/12/2016 16:12 -02 | Atualizado 19/12/2016 16:12 -02
Montagem/Facebook/Agência Brasil

Vidas despedaçadas pela corrupção.

Famílias partidas pela maior investigação da História brasileira: a Operação Lava Jato.

Esse é o norte editorial de uma reportagem da revista Poder, editada pela jornalista Joyce Pascowitch.

A publicação dedicada a lifestyle e mercado de luxo resolveu abordar os conflitos dos filhos dos políticos e empresários suspeitos de lavagem de dinheiro, tráfico de influência e corrupção.

"Papai está preso", diz a matéria, cujo objetivo é aconselhar os familiares dos pequenos que têm de enfrentar a prisão dos pais:

A repercussão negativa está associada à abordagem do texto, que foca no pai preso e não no pai criminoso. A leitora Renata Gomes comenta: "O pior: claramente, o problema não é 'o que dizer para as crianças quando os pais são corruptos'. O problema reside exclusivamente em papai ser preso".

A reportagem, amparada em entrevista com a psiquiatra Lee Fu-I, destaca a "ruína do herói" como processo complexo no qual a criança se depara com a descoberta de que o pai que admira é uma pessoa que pode ter errado e está sujeita a escrutínio público.

A viagem para o exterior é considerada uma opção para proteger as crianças.

"É bom lembrar que, embora a criança rica tenha mais recursos para ser isolada – em Miami, na Suíça, em um colégio interno – a perda é igual para todas. A sensação de ruína [do herói] é a mesma", esclarece a psiquiatra.

LEIA MAIS:

- Panelaço contra 'golpe na Lava Jato' toma capitais brasileiras

- Alvo de Operação da PF, Malafaia dispara no Twitter contra condução coercitiva