MULHERES

Empresário dá boneca inflável para ministro junto a recado para 'estimular a economia'

16/12/2016 15:09 -02 | Atualizado 16/12/2016 15:09 -02
Reprodução/Twitter

A ONU Mulheres se manifestou nesta semana sobre o episódio envolvendo um "presente" dado ao ministro da Economia do Chile, Luis Felipe Céspedes.

Céspedes foi "presenteado" com uma boneca inflável. A ideia foi de um grupo de empresários que participou de um evento da Asexma, Associação de Exportadores de Manufaturas do país. Junto com o objeto, veio o recado de que é necessário "estimular" a economia.

Representante chilena da ONU Mulheres, María Inés Salamanca classificou o incidente como "uma situação grave, porque perpetua a discriminação que existe hoje em dias contra as mulheres, e porque alimenta estereótipos de gênero".

A ONU Mulheres se junta à presidente chilena, Michelle Bachelet, que criticou a entrega da boneca em sua conta no Twitter.

"A luta pelo respeito às mulheres tem sido um princípio essencial dos meus governos. O que aconteceu no palco da Asexma não é tolerável".

Imagens que mostram Céspedes segurando a boneca no palco, junto com outros ministros - todos homens -, ganharam espaço na mídia do Chile. A associação tem como tradição entregar às autoridades presentes "absurdos ou cômicos", como descreve o La Nación. Desta vez, no entanto, passou dos limites.

Diante da repercussão negativa, o ministro da Economia se desculpou no Twitter, e afirmou que foi "surpreendido" com o presente, que não condiz com o respeito pela dignidade das mulheres. De acordo com o jornal argentino, ele foi chamado por Bachelet para uma conversa.

O Ministério da Mulher também repudiou o incidente, e disse que a promoção da economia é necessária, mas não se deve usar as mulheres como objetos sexuais para piadas machistas.

Anfitrião do evento, Roberto Fantuzzi também se desculpou durante uma coletiva de imprensa, mas pediu que a situação "não fosse levada ao extremo".

"Claramente foi uma brincadeira de mau gosto, um erro, e peço perdão, não somente à minha esposa, às minhas filhas e às minhas netas, como também para todas as mulheres do Chile. Jamais a intenção foi gerar a violência contra a mulher".

LEIA MAIS:

- Em cargos mais altos, diferença salarial entre mulheres e homens supera 50%

- Esta jovem leva produtos de higiene íntima para mulheres sem-teto ao redor do mundo

- Mulheres se suicidam com medo de serem estupradas na Síria