NOTÍCIAS

Relação com a Odebrecht faz Lula ser é denunciado pela 3ª vez na Lava Jato

15/12/2016 14:25 -02
REUTERS FILE PHOTO / Reuters
Brazil's first lady Marisa Leticia (L) holds a doll representing her husband Brazil's President Luiz Inacio Lula da Silva in Brasilia June 13, 2010. REUTERS/Pedro Ladeira/File Photo TPX IMAGES OF THE DAY

A força-tarefa da Operação Lava Jato denunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela terceira vez no âmbito das investigações. Desta vez, ele é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela relação com a Odebrecht.

Junto com ele, a ex-primeira-dama Marisa Letícia, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e o ex-ministro Antonio Palocci e outras quatro pessoas também foram denunciadas.

Em nota, o Ministério Público argumentou que a empreiteira pagou cerca de R$ 75 milhões de propina em troca de oito contratos com a Petrobras. Segundo a denúncia, do total, R$ 12,5 milhões foram pagos ao Instituto Lula e usados na compra de uma cobertura de R$ 504 mil, vizinha ao apartamento no qual Lula mora.

O ex-presidente foi denunciado cinco vezes este ano, duas delas na Operação Zelotes, e já é réu em três destas ações.

Delação da Odebrecht

De acordo com o Valor Pro, o herdeiro da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, confirmou aos procuradores, em delação premiada colhida na última terça-feira (13), que entregou inclusive dinheiro em espécie ao ex-presidente.

Para a força-tarefa da Lava Jato, os documentos do “setor de propina” da Odebrecht indicam pagamentos de R$ 23 milhões ao ex-presidente. Do total, R$ 8 milhões teriam sido pagos em 2012, “sob solicitação e coordenação de Antonio Palocci.

Em nota, o Instituto Lula afirmou que não comenta “especulação de delação”.

LEIA TAMBÉM:

- Ex-presidente da Odebrecht confirma: Temer pediu R$ 10 milhões para o PMDB

- Renan Calheiros critica Lava Jato e diz que Ministério Público faz política

- Força-tarefa da Lava Jato vê atuação de Temer contra investigações, diz jornal