NOTÍCIAS
15/12/2016 16:20 -02

Câmara aprova aumento de até 40% para defensores, salários vão a R$ 33,7 mil

ASSOCIATED PRESS
Opposition lawmakers hold a sign that reads in Portuguese "Goodbye dear movement. It's over" during a debate on whether or not to impeachment President Dilma Rousseff in the Chamber of Deputies in Brasilia, Brazil, Friday, April 15, 2016. The lower chamber of Brazil's Congress began the debate on whether to impeach Rousseff, a question that underscores deep polarization in Latin America's largest country and most powerful economy. The crucial vote is slated for Sunday. (AP Photo/Eraldo Peres)

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (15) o reajuste no salário dos integrantes da Defensoria Pública. Os aumentos chegam a 40%.

O texto fixou o salário do defensor-público geral em R$ 33,7 mil a partir de janeiro deste ano. A partir deste valor é escalonado o reajuste dos demais membros da Defensoria Pública da União.

Com a nova regra, os salários na categoria especial da DPU vão a 22.516,94 em 2016, de R$ 27.905,25 em 2017, de R$ 29.320,75 em 2018, chegando a R$ 30.546,13 em 2019.

O projeto também prevê reajuste para os defensores de primeira e segunda categoria e cargos comissionados de comandantes das três forças armadas entre 2016 e 2019.

Para este ano, o salário do cargo de comissão dos três comandantes ficou em R$ 14.289,85. O valor sobe até chegar, em 2019, a R$ 17.327,65.

O texto aprovado pelo Sendo na noite de terça-feira (13) só precisa do aval do presidente Michel Temer para entrar em vigor. Os novos salários já entram no novo orçamento do governo fixado pelas regras do teto de gastos.

LEIA TAMBÉM:

- Em crise, governo sanciona aumento de 41,5% para o Judiciário

- Somos Todos Palhaços: Senado aprova reajustes salariais para mais de 40 carreiras