NOTÍCIAS

De cortar o coração: Atlético Nacional é eliminado no Mundial de clubes

14/12/2016 10:22 -02 | Atualizado 14/12/2016 10:22 -02

O resumo de início desta quarta-feira (14):

O Atlético Nacional finalizou três vezes mais que o Kashima Antlers: 21 x 7. O que, ironicamente, não se reverteu em vitória.

Muito pelo contrário.

Com um gol de pênalti no primeiro tempo e dois em contragolpes, no segundo tempo, os japoneses estão merecidamente na final do Mundial de Clubes. 3 a 0.

Mesmo com a derrota - a pior de um time sul-americano no Mundial da Fifa -, a torcida do Nacional apoiou seus jogadores até o final. E, claro, lembraram dos adversários da Chapecoense.

Antes da partida, foi respeitado um minuto de silêncio às 71 vítimas do acidente aéreo envolvendo a Chapecoense.

Em Medellín ou no Japão, pouco importa. Lá estão os torcedores do Nacional lembrando a Chapecoense:



A equipe japonesa marcou o primeiro gol em um lance decidido pelo árbitro de vídeo. John Mosquera derrubou Nishi Daigo na área, em lance ignorado pelo árbitro húngaro Viktor Kassai. Após ser informado pelo árbitro de vídeo, Kassai voltou atrás e assinalou a penalidade.

Na origem da jogada, no entanto, o atleta do Kashima estava impedido.

No segundo tempo, o Atlético não conseguiu ultrapassar a barreira bem montada pelos japoneses na frente da área. E os asiáticos aproveitaram o espaço dado pelos sul-americanos para ampliar o placar. Aos 37 minutos, Shibasaki cruzou, o goleiro Armani saiu mal do gol e Endo marcou, de calcanhar. Golaço!

O atacante Suzuki recebeu assistência Mu Kanazaki e só rolou para o fundo das redes, logo na sequência para sacramentar a vitória: 3 a 0.

Os japoneses agora esperam o vencedor do duelo entre Real Madrid e América do México, que jogam nesta quinta-feira. A final acontece neste domingo.

LEIA MAIS:

- Goleiro da Chape volta ao Brasil após acidente. E médico comemora 'primeiro gol'

- 'Não houve gritaria. Foi um silêncio estarrecedor', conta sobrevivente de voo da Chape

- #ForçaChape: Unidos, todos os clubes do Brasileirão prestam homenagem à Chape