NOTÍCIAS

Goleiro da Chapecoense volta ao Brasil após acidente. Médico comemora 'primeiro gol'

13/12/2016 09:23 -02 | Atualizado 13/12/2016 09:23 -02

follmann

O primeiro dos quatro brasileiros sobreviventes do acidente com o avião da Chapecoense na Colômbia a voltar ao Brasil, o goleiro Jackson Follmann, desembarcou na madrugada desta terça-feira em São Paulo, onde continuará sua recuperação no hospital Albert Einstein. O atleta foi trazido num avião com UTI móvel de Medellín para o aeroporto de Congonhas.

Marcos André Sonagli, médico da Chape, comemorou: "Hoje foi o primeiro gol. Espero que nos próximos dias a gente faça o segundo, o terceiro e o quarto".

Follmann, um dos seis sobreviventes do voo, teve parte da perna direita amputada na Colômbia. "Nesse momento a gente está comemorando o primeiro gol. Nós temos que ganhar de 4 x 0. A partir do momento que a gente traz nossos quatro sobreviventes de volta, os três jogadores e jornalista Rafael Henzel, a gente pode realmente comemorar a vitória", disse a jornalistas na frente do hospital.

O acidente ocorrido no fim de novembro matou 71 pessoas. Além dos quatro brasileiros, dois tripulantes bolivianos também sobreviveram. O avião da equipe catarinense bateu em montanhas perto de Medellín durante viagem para disputar a partida de ida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

"O quadro clínico tanto do Rafael quanto do Alan é o quadro clínico mais estável que a gente tem. Ele e o Rafael serão transferidos amanhã diretamente a Chapecó, eles não irão a São Paulo", disse o médico.

O jornalista Rafael Henzel e o lateral Alan Ruschel são esperados para voltar ao Brasil na quarta-feira.

neto chapecoense

O zagueiro Neto, em partida da Copa Sul-Americana

Zagueiro precisa de cuidados

O zagueiro Neto permanece hospitalizado na Colômbia. Ele não se lembrava do acidente e soube mais detalhes na manhã da segunda-feira. O atleta acreditava ter sofrido uma lesão na cervical durante uma partida.

"A gente optou por não conversar com ele sobre isto abertamente até que chegasse o momento. E hoje chegou o momento. Isto é uma questão pessoal".

Com informações da Reuters

A trajetória da Chapecoense na Copa Sul-Americana

LEIA TAMBÉM:

- Duelo de gigantes: Chapecoense aceita convite e vai enfrentar o Barcelona

- A bola voltou a rolar e as torcidas brasileiras deram aula de respeito à Chape

- Sobrevivente da Chape, Alan Ruschel volta a caminhar após acidente

- Jornalista sobrevivente de voo da Chape homenageia médico colombiano: 'Primeiro a me atender no caos'